Vereadores ficam contra o MP e continuam blindando e protegendo prefeito de Barra de São Francisco

822
Esses são os vereadores que protegem o prefeito dos escândalos
Esses são os vereadores que protegem o prefeito dos escândalos

Os vereadores da Câmara Municipal de Barra de São Francisco apreciaram na sessão desta segunda-feira, 21 de março de 2016, o relatório da Comissão de Justiça da Casa que recomendava a abertura de uma Comissão Processante para apurar os crimes cometidos pelo prefeito Luciano Pereira, (DEM) e o vice-prefeito e Secretário de Agricultura Matheus Ferreira (PMDB).

O relatório da Comissão teve por base a notícia de crime encaminhada à Câmara pelo Ministério Público Estadual. O MP abriu um inquérito e apurou a existência de um sistema montado para desviar recursos públicos através da contratação de horas máquinas.

Como era esperado o relatório da Comissão foi negado, pois, a base de sustentação do prefeito impede qualquer investigação contra o mesmo. Apenas os vereadores Zé Valdeci, Lula Cozer, Valézio Armani e Juvenal Calixto votaram pela abertura da Comissão Processante.

Os nove vereadores que blindaram o prefeito e foram vaiados são: Aloysio Alves, Admilson Brum, Carlim da Dengue, Tiãozinho da Colina, Emerson Camatinha, Jessui da Cesan, Antônio Moraes, Paulinho do Hospital e Wilson Mulinha.

Rejeitado o relatório da Comissão o mesmo foi arquivado. Agora a apuração dos crimes lesivos ao patrimônio público está na alçada do Poder Judiciário.

Juvenal Calixto, José valdeci, Valézio Armani e Lula Coser votaram pelo afastamento do prefeito
Juvenal Calixto, José Valdeci, Valézio Armani e Lula Coser votaram pelo afastamento do prefeito

Segundo o vereador Zé Valdeci ele encontra-se de alma tranquila, pois fez o seu papel que lhe foi delegado pelo povo nas urnas.

Um ex-vereador com o qual conversamos disse que em todo tempo em que exerceu seu mandato nunca houve um caso de um prefeito em exercício de mandato ter bens bloqueados pela Justiça e ter a recomendação da abertura de um processo na Câmara contra ele.

Vale destacar que uma nova notícia crime contra o prefeito já foi encaminhada à Câmara. Outra expectativa é com referência ao processo da máfia da areia e do desvio de peças na Secretaria de Transportes.

A plateia que lotou as dependências da Câmara Municipal saiu do local decepcionados com a omissão dos nove vereadores que continuam blindando e protegendo o prefeito das denúncias de corrupção já detectadas pelo Ministério Público.