Vereadores de Barra de São Francisco receberam R$ 1.600 reais em diárias, mas Prefeitura foi quem supostamente bancou tudo

1327
A farra das diárias continuam sem limites nos dois poderes
A farra das diárias continuam sem limites nos dois poderes

Enquanto que um trabalhador comum trabalha 30 dias e recebe salário em torno de R$ 800 reais, vereadores de Barra de São Francisco ficaram três dias em Brasília, pegaram diárias da câmara municipal no valor de R$ 1.600 reais, mas a viagem, segundo os próprios vereadores foi bancada pela prefeitura de Barra de São Francisco.

Conforme informação de um vereador que está dando um “banho” nos demais eles pagaram somente a alimentação, inclusive, um chegou a dizer que a alimentação não ficou barata.

Desde o início deste mandato de prefeito e vereadores da legislação 2012 a 2016), e até o prefeito podem estar brincando com coisa séria, ou melhor, “brincando com o dinheiro público”. Todos lembram de uma reportagem que saiu na REDE GAZETA, que informava sobre a viagem de vários vereadores para fazer um curso, na realidade o Tribunal de Contas após a reportagem determinou que a Câmara Municipal devolvesse o dinheiro gasto na referida viagem, comprovando supostamente as irregularidades cometidas pelos vereadores francisquense.

Acontece que mesmo ocorrendo este fato no início do mandato, as coisas continuaram a ocorrer, demostrando um “vício” de vereador pegar diárias. Denúncias já foram protocoladas no MP de Barra de São Francisco, Tribunal de Contas e até na Corregedoria do MP, e para se ter idéia somente no ano passado (2014) foram gastos RS 210 mil reais com diárias.

Informações precisas dão conta de que neste ano de 2015, a coisa não é diferente e alguns vereadores continuam fazendo “farra” com diárias, inclusive, não é votado da forma certa como determina o regimento, pois é só pedir a diária e dizer que vai viajar, ir a presidência, retornar a tesouraria e pegar o cheque preenchido em nome do vereador.

O único vereador que está cobrando sobre diárias na câmara municipal de Barra de São Francisco é o suplente que assumiu a vaga de vereador Admilson Brum, pois ele não pegou diária e foi até Brasília sem receber o valor de 1.600 reais.

O site Gazeta do Norte não conseguiu conversar com o vereador Admilson Brum sobre o motivo do mesmo não ter pego diárias, e estamos à disposição, inclusive, este vereador não está envolvido com diárias, o que poderá causar a inelegibilidade dos demais envolvido na farra com diárias.

Admilson Brum tem causado revolta nos demais colegas, pois ele não pegou diárias. Uma informação comprometedora garante que o prefeito Luciano Pereirinha (DEM) pagou hotel e passagens aéreas para todos os quatro vereadores, porem os vereadores arcaram somente com alimentação.

Será que os vereadores que foram a Brasília terão coragem de fazer a devida prestação de contas dos gastos da viagem a população de Barra de São Francisco?,

Nossa equipe de reportagem foi atrás da verdade, mas o único a falar a respeito do assunto foi o vereador Wilson Pinto das Mercês, o Mulinha. Ele disse o seguinte, “De fato ficou a alimentação por conta dos vereadores e que não foi barata. Quanto a diária o valor a receber era mais, e conforme acordo foi pago o valor acima”, disse Mulinha.

O vereador Jessui da Cesan ao ser procurado, além de não se manifestar ainda mandou uma mensagem de Jesus via zap. Acredita-se que o referido vereador é quem está precisando deste tipo de mensagem, pois ele foi eleito pela vontade popular, recebeu diária exorbitante para ir a Brasília e não tem coragem de ser transparente.

A farra das diária e as mentira tem as pernas curtas, pois os vereadores receberam a diária até  domingo, mesmo sabendo que no domingo não tinha nenhum setor público funcionando em Brasília -DF.

Eles saíram no domingo pela manhã e retornaram na terça feira a tarde, sendo que o verdadeiro dia da marcha dos prefeitos seria na terça e quarta feira. Espera-se que o Ministério Público e o Tribunal de Contas tomem as providencias cabíveis.