Vereadores de Aracruz arquivam denúncia e se recusam a investigar o prefeito Marcelo Coelho

407

07Os vereadores de Aracruz votaram na sessão realizada dia (09/09/2015) pelo arquivamento da denúncia sobre a irregularidade do denominado “Caso da S10”, contra o Prefeito Marcelo Coelho, protocolada pelo Presidente do Conselho Popular – CONSPAR, José Carlos Fanchiotti.

A denúncia relata a suposta aquisição irregular de uma caminhonete S10 pelo prefeito Marcelo Coelho e outra pelo então vereador e hoje deputado, Erick Musso. Segundo a matéria publicada no Jornal A Gazeta, o Prefeito convocou os vereadores aliados para uma reunião momentos antes da sessão na Câmara Municipal.

Após a reunião, a maioria dos vereadores votaram pelo arquivamento da denúncia, a fim de não instaurarem Comissão Processante para investigar os atos do Prefeito Municipal.

Com o arquivamento, os vereadores perdem grande oportunidade de exercer o papel fiscalizador previsto na Constituição Federal, para investigar o ato praticado pelo Prefeito, dando total amplitude de defesa, para ao final mostrar à população o parecer final sobre o caso.

A decisão dos vereadores revoltou a maioria do público presente na sessão, que entoaram vaias e gritos de ordem. Cabe destacar que vários especialistas ouvidos pelo Jornal A Gazeta afirmaram, de forma unânime, que o ato de adquirir veículo em nome de empresa para benefício próprio é imoral.

Vale lembrar que a empresa Mantovani Material de Construção adquiriu as S10 e entregou aos políticos em janeiro de 2015, tendo o Prefeito realizado a transferência do veículo somente em agosto.

Cabe destacar ainda que 08 dias após a entrega da S10 ao prefeito, a empresa ganhou licitação para venda de cimento. O Ministério Público continua investigando o caso.