Vereadora Gleyciaria Bergamim fala da situação caótica da escola Patrimônio da Penha, entre outros

1024

11390399_764059527040225_3992016288239311940_nA vereadora Gleyciaria Bergamim, que por sinal está realizando um trabalho digno de destaque em Nova Venécia, em uma sessão recente na câmara municipal e ao fazer o uso da tribuna daquela casa de leis, disse que a situada no interior de Nova Venécia, a situação é lastimável e cobra soluções para resolver os problemas existentes.

A vereadora está preocupada e com toda razão a respeito da estrutura de escola, pois segundo ela, a mesma está em condições precária e necessitando de uma reforma urgente, inclusive, as crianças e profissionais estão expostas ao risco de uma tragédia.

A cobrança por providencias especialmente em relação à segurança já ocorre por parte da vereadora desde 2014. Existe apenas um banheiro para atender crianças e adolescentes, o que traz constrangimento tanto aos meninos como as meninas.

O banheiro existente na sala de educação infantil está quebrado desde o ano passado, ou seja, 2014, o que ocasiona mau cheiro insuportável durante as aulas.

O muro está praticamente destruído, as partes que ainda permanecem de pé, correm risco de desmoronar a qualquer momento colocando em risco a integridade física dos estudantes.

A bomba d’água utilizada para abastecer a escola, está com problemas, fazendo com que a água transborde sobre o foro das salas atingido, inclusive, a parte elétrica.

O refeitório é coberto com telhas de amianto e está desabando sendo impossível sua utilização pelas crianças. Outra questão abordada foram os abaixo-assinados feitos pela população veneciana.

Considerando a omissão do município em relação a limpeza de ruas, quadras abandonadas, esgotos expostos a céu aberto, dentre outros, os moradores estão recorrendo a essas assinaturas exigindo providencias diante os problemas apresentados.

A quadra do Bairro Margareth está sem receber manutenção há anos, portas e banheiros quebrados, sem iluminação, tomada pelo lixo, restos de cigarros e preservativos, sendo um cenário propício a traficantes, usuários de drogas e prostituição.

Um local que deveria servir como um espaço de recreação para todos moradores do bairro hoje reflete o medo trazido pela falta de segurança. Já os comerciantes e os moradores próximos ao centro de Convivência do Idoso estão sofrendo por causa do esgoto a céu aberto, além do mau cheiro e mosquitos, existe a questão ambiental, pois, o esgoto está contaminando uma nascente no mesmo local.

Há um ano a vereadora fez uma indicação ao prefeito para que fosse realizado o sistema de manilhamento do esgoto e nada foi feito até o momento. Diante da omissão do Executivo Municipal, a vereadora Gleyciaria protocolou denúncia no Ministério Público visando que sejam tomadas as providências necessárias objetivando sanar os transtornos e incômodos que vem passando a população.