Tráfico de drogas leva sete para ver o sol nascer quadrado em Barra de São Francisco

1356

33A equipe do GAO – Grupo de Apoio Operacional da Polícia Militar, prendeu neste sábado, 08 de agosto de 2015, por volta das 22h, no bairro Colina, em Barra de São Francisco/ES, David Pereira da Silva, 53 anos, Dorvina Pereira Lopes, 50 anos, Hugo Pereira da Silva, 18 anos, Lucas Pereira dos Santos, 18 anos, Enoque Castro Soares, 18 anos,Adavenilson Serafim de Souza, 57 anos e apreenderam o menor C. S. S. de 16 anos.

De acordo com informações passadas pelos policiais, o grupo vinha sendo monitorados pelo GAO há alguns dias. A denúncia informava que dois dos acusados vinham comercializando as drogas na residência dos avós, David e Dorvina.

Os policiais militares montaram um monitoramento próximo ao local denunciado, e viram quando Hugo entrou na residência e ao sair entregou um objeto para Adavenilson, que é usuário, já conhecido na cidade.

Os militares então abordaram Adavenil e encontraram com ele, no bolso da bermuda, uma pedra de crack. Após encontrar a droga, os PMs entraram na residência, se depararam com Lucas, que correu para o quarto da casa, tentando se livrar de um pote contendo 06 (seis) pedras de crack.

Ao realizar busca pessoal em Lucas, foi encontrado mais R$ 383,00 (trezentos e oitenta e três reais) no bolso da bermuda em que trajava, o que a polícia suspeita que seja dinheiro arrecadado das drogas já vendidas por ele.

23Também foi encontrada uma chave de porta de guarda roupas, que ao ser aberto, foi encontrado mais 22 (vinte e duas) pedras de crack, em continuação as buscas, foi encontrado com David e Dorvina, mais R$ 273,00 (duzentos e setenta e três) reais.

Ao receber a informação que na casa de Hugo, vizinho a residência abordada, também teria droga escondida, os militares seguiram até lá e encontraram, embaixo do colchão da cama de Hugo, 62 (sessenta e duas) pedras de crack e várias sacolas de chup-chup, que é usada para embalar a droga. No bolso da bermuda de Hugo foram encontrados mais R$ 866,00 (oitocentos e sessenta e seis reais), que ele declarou ser proveniente das vendas da droga.

Em continuação ao monitoramento da residência de David e Dorvina, os policiais flagraram o menor de idade C. S. S. saindo da residência, foi abordado, e em busca pessoal, com ele os militares encontraram mais R$ 1.153,00 (hum mil cento e cinquenta e três reais), que a polícia acredita ser dinheiro do tráfico de droga, tendo em vista que ele já é conhecido e apontado como um dos principais fornecedores de drogas no bairro Colina.

De acordo com informações, os acusados usam crianças para a entrega das drogas no bairro, todo o material foi apreendido, em um total de 91 (noventa e uma) pedra de crack – R$ 2.675,00 (dois mil seiscentos e setenta e cinco reais ) – 05 aparelhos celulares – 01 (um) pacote, contendo várias sacola de chup-chup.

Foi anunciada voz de prisão aos envolvidos, que foram conduzidos para o DPJ e entregues ao Delegado de plantão, para as providências cabíveis.