Trabalho eficiente e participação da população mostra Mantena sem dengue

440

DENGUE 12Marcelo Magno de Freitas, que responde como Coordenador do Setor de Endemias e Controle de Zoonoses de Mantena reafirmou a necessidade da continuação do trabalho e do empenho desenvolvido pela Prefeitura Municipal e também da participação e colaboração da população.

Na contra mão do que vem ocorrendo em vários municípios brasileiros, índice de infestação do mosquito da Dengue em Mantena caem 376,92% entre as pesquisas realizadas nos meses de janeiro e março deste ano.

Em janeiro deste ano, o Setor de Endemias e Controle de Zoonoses da Secretaria de Saúde de Mantena realizou o primeiro Levantamento Rápido de Aedes Aegypti (LIRAa) obtendo como resultado 4,9% do Índice de Infestação Predial (IIP) no município.

Na ocasião, predominaram como depósitos da larva do mosquito vasos de plantas e outros pequenos depósitos móveis dentro das residências, seguido por pneus, câmaras de ar, entre outros, isso sem contar lixos domésticos. Diante dessas informações, o Setor de Endemias voltou suas atenções para esses tipos de criadouros e o resultado obtido nesta segunda edição do levantamento foi surpreendente.

Foi registrada uma queda de 376,92% no segundo LIRA, realizado no período de 2 a 4 de março, demonstrando que o nível de infestação foi reduzido a 1,3% no município e os depósitos onde foram encontradas larvas também modificaram.

Agora são calhas, tanques, ralos, piscinas, observando-se uma migração para depósitos diferenciados em relação ao primeiro LIRA. “Agradecemos a toda a população o apoio concedido e, sendo da vontade de Deus, Mantena passara mais um ano sem Dengue”, diz o Coordenador do Setor de Endemias e Controle de Zoonoses de Mantena, Marcelo Magno de Freitas.