Temporal deixou rastros de destruição no município de Mantena. População ficou temerosa

956

5A população de Mantena viveu momentos de medo e apreensão, devido a um forte temporal que caiu no município de região na noite desta quarta-feira (27/01/2016). O que mais assustou foram vários trovões, mas muitos não sabiam o que viria na sequência.

Um temporal com raios e ventania veio sobre Mantena provocando o maior índice de chuvas em apenas uma hora, suficiente para deixar muitos mantenenses temerosos pelo que poderia acontecer.

Cidade que foi afetada em 2013 pela maior enchente de sua história, a memória ainda é recente e pela semelhança com a verdadeiro dilúvio que veio sobre a cidade em poucas horas, foi suficiente para alertar vários comerciantes que estiveram no centro da cidade em prontidão.

Alguns providenciaram as comportas enquanto que outros apenas vigiavam. Já nas cabeceiras das pontes a movimentação foi intensa, todos monitorando o nível do córrego São Francisco que subiu rapidamente.

Já outros moradores tiveram bastante trabalho, retirando a água, o barro e a lama que invadiram seus imóveis em razão do volume de chuva.

Parte do bairro Vila Nova ficou tomado pelas águas, imagens que marcam aquele setor da cidade sempre inundado pelas águas da chuva. Com o volume de água que caiu na noite desta quarta-feira um dos maiores problemas foi provocado pelas enxurradas, como a topografia da cidade é formada por muitos morros, o estrago acabou sendo provocado em vários bairros com ruas sendo danificadas em sua estrutura com os calçamentos sendo arrastados.

Em outros trechos, como na avenida Getúlio Vargas que por ser mais alta e não sofrer com as inundações, o estrago também foi provocado pela enxurrada que desceu do morro atrás da Primeira Igreja Batista, inundando vários imóveis. No interior pontes e bueiros foram arrancados devido ao temporal.

Para que todos tenham noção do volume de chuva sobre Mantena, de acordo com os dados registrados pela Estação Meteorológica instalada na ETA/SAAE, em três horas de chuvas sem intervalo foram registrados 71,2 milímetros ou seja mais de 70 litros por metro quadrado, sendo que em apenas uma hora mais da metade deste valor caiu sobre a cidade, cerca de 39,2 milímetros, ou seja em apenas uma hora quase 40 litros por metro quadrado, valor bem acima da média, provocando pânico e medo em muitos mantenenses.

A manhã de quinta-feira foi um pouco mais tranqüila na cidade, com uma chuva fina, mas sem estragos, no entanto um dia de muito trabalho para a retirada da lama e o barro que impedem a circulação de muitos mantenenses pelas vias da cidade.

6 7 8 9