Temporal com muita chuva inundou boa parte no centro de Guriri, em São Mateus

598

O balneário de Guriri em São Mateus, se tornou um mar na Avenida Principal, a Eurico Vieira de Rezende. Aliás, o que não é novidade toda vez que chove. O mesmo aconteceu na avenida do centro da cidade, região do Mercado Municipal que está interditado para reparos no calçamento.

A chuva que veio após relâmpagos e trovoadas só não assustou mesmo o Corpo de Bombeiros e a Defesa Civil de São Mateus que já estão acostumados com alagamentos toda vez que chove. “A chuva desta vez foi branda”, amenizou o comandante do Corpo de Bombeiros Major Sartório.

Segundo ele, durante todo o tempo que São Mateus enfrentou a chuva na noite desta quinta-feira (02) ficou em contato permanente com os plantonistas e não ateve conhecimento de grandes problemas como costuma acontecer na Grande Vitória.

“Por aqui já estamos acostumados com alagamentos em Guriri e no centro, na região do mercado municipal”, disse, concluindo que, se algum morador teve problema não chegou a acionar o Corpo de Bombeiros e nem a Defesa Civil do município.

A verdade é que a correnteza que se formou na avenida principal de Guriri fez lembrar a famosa música: “O Sertão não virou Mar, mas Guriri, sim”.