Taxa de ocupação de UTI passa de 85% no ES e médicos alertam para esgotamento da rede privada

65
Leito de UTI no ES — Foto: Reprodução/ TV Gazeta

No momento em que o Espírito Santo passa por um novo pico de casos da Covid-19, o índice de ocupação de leitos de UTI para a doença também dá sinais de alerta, chegando a 85,92%, de acordo com a última atualização do Painel Covid-19 do Governo do Estado.

De acordo com especialistas e representantes de entidades médicas do estado, diante deste quadro, já começa a ficar difícil encontrar leitos para pacientes graves, especialmente nos hospitais privados da Grande Vitória.

“Já estamos com dificuldade de leito de UTI na rede privada. Eu acho que já há um risco do sistema entrar em colapso na segunda quinzena de dezembro. Não consigo ver outro cenário a não ser voltar a cancelar cirurgias eletivas e estabelecer um plano de contingenciamento para a Covid-19”, explicou o médico infectologista Lauro Ferreira Pinto.

A atual taxa de ocupação de UTIs está muito próximo do maior índice já registrado no estado, que foi de 86,58% em 5 de julho deste ano.

De acordo com os dados do governo estadual, somente na Região Metropolitana, 294 dos 338 leitos de UTI para a Covid-19 estão ocupados.

No entanto, a situação é mais crítica no Sul do estado, onde 67 dos 74 leitos de UTI estão ocupados, elevando a taxa de ocupação para 90,54%. O menor índice é o da região Norte, que registra 72,5% de ocupação de UTIs.