Suspeito que executou homem em Guriri é detido em operação conjunta no município de Pinheiros

183

A equipe da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) de São Mateus, em uma ação conjunta com as Polícias Civil e Militar de Pinheiros, realizada na manhã desta quinta-feira (05), prendeu um homem de 20 anos, suspeito de envolvimento no homicídio que ocorreu no dia 12 de outubro, em um local conhecido como “rua da lama”, no balneário de Guriri, em São Mateus, norte do Estado. A vítima tinha 20 anos.

O suspeito foi detido, em cumprimento de mandado de prisão, em uma residência localizada no Centro de Pinheiros, também no norte do Estado. Nada de ilícito foi encontrado no local da prisão.

De acordo com o titular da DHPP de São Mateus, delegado José Eustáquio, a vítima morava em Pinheiros. “Ele estava no balneário de Guriri para curtir o feriadão e foi localizado pelos suspeitos na ‘rua da lama’, local que concentra bares na região. No local, a vítima foi executada a tiros próximo de várias pessoas, o que gerou um tumultuo”, disse.

As investigações apontam que o crime tem relação com a disputa entre organizações criminosas ligadas ao tráfico de drogas, que disputam pelo domínio de pontos de comércio de entorpecentes. “A motivação do crime está relacionada à guerra do tráfico de drogas, mas nenhuma motivação será descartada no decurso das investigações”, explicou Eustáquio.

As investigações prosseguem para apuração de demais envolvidos. “Destacamos a importância da denúncia feita pela comunidade. Caso tenha informações, a pessoa pode denunciar pelo Disque-Denúncia 181 ou pelo site disquedenuncia181.es.gov.br. Todas as informações fornecidas serão apuradas”, garantiu o delegado.

Após os procedimentos de praxe, o suspeito foi encaminhado para o Centro de Detenção Provisória de São Mateus, onde permanece à disposição da Justiça.

Outra prisão:

Durante cumprimento do mandado de busca e apreensão em outra residência, também no Centro de Pinheiro, foi detido um suspeito de 35 anos, na posse de munições intactas de revólver calibre 38.

Ele foi conduzido à Delegacia de Polícia de Pinheiros, onde foi autuado por posse ilegal de munição de uso permitido e foi liberado para responder em liberdade após pagar a fiança arbitrada pela autoridade policial.

Texto: Olga Samara