Suspeita de planejar morte de idoso de 70 anos em São Gabriel da Palha é presa e confessa o crime

1571

Um homem foi morto na tarde desta quarta-feira (11), nas proximidades do Córrego da Cobra, em São Gabriel da Palha. De acordo com as informações David Machado, de 70 anos, foi atingido por dois tiros na cabeça e morreu.

Segundo a polícia, a equipe de resgate do hospital municipal acionou a Polícia Militar para acompanhá-los na prestação de socorro onde a informação inicial apontava que um homem teria sido agredido por dois indivíduos e estava caído dentro de uma caixa seca à beira da estrada.

No local a equipe de socorro verificou que a vítima estava desacordada caído dentro da caixa seca juntamente com sua bicicleta, ele foi retirado e levado desacordado para o hospital onde foi identificado por David Machado, de 70 anos e constatado o óbito causado por duas perfurações de tiros segundo exame médico.

A Polícia Civil, informou que uma mulher que estava no local onde a vítima foi encontrado, disse que estava passando pelo local quando visualizou dois indivíduos agredindo a vítima com pedradas na cabeça e o jogaram dentro da caixa seca, ela disse ainda que seguiu seu trajeto com medo, e que alguns minutos depois retornou e notou que o homem estava caído no local e então acionou a ambulância para que o homem fosse socorrido.

Após relatar como encontrou o corpo da vítima no local do crime, a mulher que até então é única testemunha do caso, os policiais desconfiaram de sua versão, pois o exame médico apontou que David Machado foi atingido por dois tiros na região da cabeça, conflitando com a versão da mulher que afirmou ter visto dois indivíduos o agredirem com pedradas na cabeça.

Policiais civis e agentes da P2 localizaram a mulher identificada por Erika Aparecida Feitosa Lopes, de 36 anos de idade, ela prestou novo depoimento e acabou confessando o crime, não deu motivos apenas disse que ele “[mentia muito]”.

O delegado Rafael Caliman contou em entrevista que um fato curioso e que chamou a atenção dos policiais foi que a suspeita após o crime acionou a ambulância e aguardou a chegada no local, “Ela falou que dois adolescentes estavam agredindo ele, e que estava passando no local e ficou com medo, ela disse que esperou um pouco e quando eles passaram em frente á sua casa ela então acionou a ambulância.

Essa foi a história inicial dada por ela, e ao tê-la como única testemunha apuramos que na verdade ela vinha mantendo contato com a vítima e possivelmente planejou a execução dele.

A mulher acabou confessando o crime, porém a Polícia Civil não descarta a real participação de outros indivíduos”, detalhou o delegado Rafael Caliman.

Polícia encontra papel com mapa do local do crime no bolso da vítima

Um outro fato que chamou a atenção dos policiais foi que a vítima tinha em seu bolso um papel onde tinha desenhado um mapa do local do crime, ”Esse mapa que estava desenhado no papel encontrado no bolso do senhor Davi Machado, o conduzia praticamente para o local onde foi morto, isso chamou a atenção e chegamos a conclusão que ele estava procurando alguém nesse local, esse foi um dos indícios.

O delegado disse que o aparelho celular da vítima pode ajudar na investigação e confirmar se houve diálogo entre a mulher e a vítima, “além do mapa desenhado no papel com algumas escritas, apreendemos o celular que estava no bolso da vítima, os policiais já começaram a levantar imagens de câmeras que existem no trajeto que leva ao local do crime”, disse o delegado.

Fonte: portalmomento