‘Surpreso’ com doping, Anderson Silva não vê reputação manchada

446
Anderson Silva já faz planos para voltar a lutar em 2016
Anderson Silva já faz planos para voltar a lutar em 2016

Anderson Silva fez uma de suas poucas aparições desde que foi pego em exame antidoping e deu declarações surpreendentes ao site TMZ. O brasileiro começou a entrevista repetindo o discurso e voltando a dizer que está surpreso por ter sido flagrado com substâncias proibidas, mas surpreendeu ao confirmar que pretende mesmo voltar a lutar em 2016 e já até escolheu um rival: Nick Diaz.

“Eu não sei o que aconteceu. Estou surpreso. Quando meu empresário me ligou para dizer que eu tinha um problema por ter sido pego no doping, eu disse: ‘O que?’? Preciso checar todos os suplementos que eu uso porque nunca tive problemas com a Comissão ou com o esporte. Acho que isso é ruim para o esporte e muito ruim para mim e para a minha vida. Nunca usei nada para melhorar minha performance. Não acho que (minha reputação) esteja manchada”, começou Anderson.

“Quando a Comissão dizer que acabou, voltar a lutar. Acho que no próximo ano. Acho que temos que dar a revanche para Nick Diaz. Estou pronto. Respeito a Comissão, quando tudo acabar, vou lutar com ele”, completou.

Anderson Silva foi flagrado com substâncias proibidas em dois exames em 2015. O primeiro, ainda no começo de janeiro, fora do período de lutas, mostrou Drostanolona e Androsterona em seu organismo. Depois, no dia do combate contra Nick Diaz, o brasileiro foi flagrado de novo com Drostanolona e também pego com Oxazepam e Temazepam, substâncias que não são proibidas, mas que também não tiveram o uso reportado pelo lutador.

Na audiência de fevereiro, Anderson não apareceu para se defender e teve apenas um advogado pedindo, por telefone, mais tempo para que pudesse fazer a defesa do caso. Uma nova audiência deve acontecer ainda em março ou, no mais tarde, em abril. Spider está preventivamente suspenso e já foi proibido de realizar as gravações do reality show The Ultimate Fighter.