Situação caótica do lixo pelas ruas, bairros e distritos de Barra de São Francisco gera polémica

1359
Alixandre Simões quer ver a cidade limpa e higienizada
Alexandre Simões quer ver a cidade limpa e higienizada

Após publicação por este site de que Barra de São Francisco está mais poluída de que o pó preto na grande Vitória, a polémica se formou nas redes sociais (facebook).

A maioria esmagadora estão revoltados com esta situação, mas existem aqueles que procuram defender o prefeito e até a elogia-lo, inclusive, servidor da municipalidade.

Cada pessoa interpreta esta situação calamitosa e vexamosa em Barra de São Francisco da maneira que lhe convém. Este site colheu uma informação de um internauta, que publicou em seu facebook, ao qual trata-se do oficial de justiça, Alexandre Simõesque é uma pessoa muito séria, honesta e que presta relevantes serviços ao município francisquense.

Leia o que escreveu Alexandre Simões: Aqui está o remédio. Exerçam a sua cidadania: Art. 5º, LXXIII da CFB, in verbis: LXXIII – qualquer cidadão é parte legítima para propor ação popular que vise a anular ato lesivo ao patrimônio público ou de entidade de que o Estado participe, à moralidade administrativa, ao meio ambiente e ao patrimônio histórico e cultural, ficando o autor, salvo comprovada má-fé, isento de custas judiciais e do ônus da sucumbência.

É fato grave que se constata no momento atual, a cidade está completamente tomada pelo lixo, isso demonstra a falta de coleta diária e a irresponsabilidade do gestor público.

É tão grave a situação do lixo nas calçadas e nas esquinas que o mau cheiro já toma de conta da cidade. Este fato é por demais inquietante podendo levar a situação a uma questão de saúde pública irremediável.

A coleta do lixo é urgentíssima sob pena da população padecer de uma situação grave no que tange a saúde pública municipal. Doenças podem advir causando um complicador sem precedentes.

A insalubridade que já se constata evidencia a possibilidade de um transtorno endêmico e até mesmo epidêmico se medidas urgentes não forem adotadas. A saúde da população se encontra em risco em face da interrupção da coleta do lixo.

Esta situação é inaceitável, afinal a população da cidade elegeu um prefeito, que administra dinheiro público advindo de tributos, para resolver os problemas da urbe. Nenhuma justificativa é aceitável para a situação em foco.

A única que se pode vislumbrar é a de irresponsabilidade administrativa por parte dos gestores públicos que deveriam cuidar dos serviços ora questionados. Ha ofensa gritante ao princípio da dignidade humana.

Até hoje ninguém me explicou porque o contrato de coleta de lixo foi renovado com a mesma empresa que outrora a atual administração criticava. Vamos exercer nossa cidadania e a população pode e deve criticar tudo àquilo que achar errado em qualquer administração. As críticas são contra o gestor e não contra a pessoa dele.