Servidores fizeram paralisação de 24 horas em Colatina

1362

675Servidores da prefeitura de Colatina, no Noroeste do estado, iniciaram uma paralisação de 24 horas na manhã de quinta-feira 30, véspera do Dia do Trabalhador. Alguns serviços não funcionaram, como as creches municipais.

A paralisação de advertência tem adesão completa dos servidores da Secretaria de Obras e de boa parte das secretarias de Saúde e Agricultura, além das creches. Os trabalhadores se reuniram na frente da prefeitura nesta manhã. O presidente do Sindicato dos Servidores, Décio Rezende, reclama da frequência de reuniões com a prefeitura. Os servidores também protestam contra o projeto que regulamenta a terceirização do trabalho.

“A prefeitura convocou uma reunião para o dia 23 de abril, não apresentou nenhuma contraproposta as nossas reinvidicações e agendou uma nova reunião para o dia 28 de maio. Os servidores querem objetividade, porque não dá para uma campanha salarial ficar marcando uma reunião por mês”, explica. A procuradora do município, Santina Benezoli Simonassi, acredita que todas as condições já foram expostas ao sindicato.

“Na reunião do dia 23, eles discutiram e marcaram um calendário de reuniões para ir discutindo a pauta. Ela não tem somente a questão salarial, tem outros destaques e também o município, que apresentou contra proposta. Isso foi exposto ao sindicato, que ele aguardasse encerrar o quadrimestre, que termina no dia 30 de abril, para que ele possa ter o cálculo do gasto com o pessoal”, conta.

Fonte: Laili Campostrini Tardin