Secretário de Educação de Barra de São Francisco viaja e manda pais levarem fraldas para as creches

1003

 

Aldair Antônio Rhein
Aldair Antônio Rhein

A educação de Barra de São Francisco deve estar super bem e sem problemas para o secretário, Aldair Antônio Rhein, viajar para o Beto Carreiro com a família, e deixar a Semec sem comando neste momento em que denuncias pipocam de todos os lados contra ele.

Não que ele não possa descansar, mas em um momento como esse, cheio de denúncias e problemas nas escolas e sem responder os pedidos de informações realizadas pelos vereadores, não é coerente.

Segundo informações de alguns pais de crianças que são assistidas pelas creches do município de Barra de São Francisco, eles foram comunicados pelos profissionais da educação lotados nas creches, de que até o final do ano letivo terão de levar fraldas descartáveis para serem usadas nos seus filhos, por determinação do Secretário Municipal, pedido este que nunca houvera sido feito a eles.

Ao procurarem o secretário na Semec foram informados de que esta em viagem para o Beto Carreiro World, em Santa Catarina, e que a pessoa pediu para não dizerem que foi ela a dar a informação por medo de retaliação e perseguição por parte do secretário, que já agiu assim na Superintendência e na própria Semec quando afastou diversos funcionários que ali estavam lotados por terem lhe contrariado.

Este mesmo funcionário informou aos pais, quando disseram que iriam procurar o vereador Mulinha, de que o mesmo não tem comparecido à Semec por não concordar com os atos praticados pelo secretário, e que não adiantaria procurá-lo já que ele não tem dirigido a palavra a ele.

Muitos estão perguntando se é justo terem de levar fraldas descartáveis para uso de seus filhos nas creches. Na sessão do dia 23 de novembro, o vereador do PDT, Aloysio Alves, cobrou explicação do secretário e do Líder do Prefeito a falta de leite nas creches, sem contar a falta de merendas devido aos recursos que secretário veio a perder, recursos estes enviados pelo Governo Federal para uso exclusivo da merenda escolar.

Em meio a tantas denuncias contra o secretário de Educação, chegou ao nosso conhecimento que ele está “se lixando” para os pedidos de informações feitos pelos vereadores. Em uma reunião realizada na Escola Municipal Luciene de Matos, no bairro Vila Luciene, o mesmo deixou claro a todos os presentes que no próximo ano não haverá indicações ou ingerências políticas por parte de vereadores na indicação de professores, auxiliares e cuidadores, ou qualquer outro profissional em sua secretaria, a não ser as determinadas pelo prefeito, e que quer ver esses “vereadorezinhos” indicarem alguém ou mandarem em sua secretaria, principalmente um que ao qual disse estar engasgado com ele, por achar que é defensor de diretores e professores.

Mais uma vez fica a pergunta no ar: Até quando os vereadores, principalmente os que se dizem da base aliada do prefeito estarão aceitando os desmazelos deste secretário, sem tomarem providencias?

Em ligação telefônica ao Líder do Prefeito, Wilson Mulinha o mesmo disse: Manda quem pode e obedece quem tem juízo, e que se as palavras ditas em reunião na escola forem verdadeiras, quando fala em um que defende professores e diretores, no momento oportuno estará dando a resposta, e que não tinha nada mais a declarar.

Vamos ver até quando os vereadores e principalmente o Líder e amigo pessoal do prefeito estarão vendo tudo acontecer sem tomar as devidas providencias.

Por: Weber Andrade