Retomada do asfalto entre Santo Agostinho a Córrego Azul em Água Doce do Norte só em fevereiro

1605

93As obras de pavimentação dos 12 quilômetros entre os distritos de Santo Agostinho e Santa Luzia do Azul, em Água Doce do Norte só serão retomadas em fevereiro do ano que vem. A informação foi passada em reunião realizada nesta segunda feira, 14/12/2015, por solicitação do deputado estadual Enivaldo dos Anjos na sede da secretaria estadual de Agricultura, Abastecimento, Aquicultura e Pesca (Seag), pelo secretário Octaciano Neto

Estavam presentes na reunião o ex-prefeito Abraão Lincoln Elizeu, os vereadores João do Telefone, Luizmar Vieira e Velton Fernandes, o Boneco Americano, além de outras lideranças daquele município. De acordo com Octaciano, a obra deveria recomeçar ainda este ano, porém, a empreiteira que venceu a licitação, a R. Monteiro, tem dois trechos naquela região, sendo um em Barra de São Francisco (ES-080/Vargem Alegre) e o outro em Água Doce do Norte.

“Nós chegamos a comunicar ao atual prefeito que a obra seria iniciada em breve, mas não autorizamos a divulgar a data, porque dependíamos da negociação com a empreiteira”, disse o secretário. Octaciano salientou que a empreiteira não quis reassumir as duas frentes no momento, por não ter caixa.

“Eles preferiram começar pela estrada de Barra de São Francisco. Assim que eles receberem uma ou duas medições, já terão recursos para recomeçar a pavimentação do trecho entre Santo Agostinho e Azul, o que deverá acontecer no fim de janeiro”, prevê.

O volume de recursos previstos para aplicação no programa até o final do ano que vem está na casa dos R$ 60 milhões. De acordo com o secretário, o total de recursos aprovados junto ao BNDS para realização destas obras foi de R$ 140 milhões, mas os outros R$ 80 só começarão a ser utilizados em 2017.

Prata dos Baianos

O secretário estadual também foi provocado pelas lideranças aguadocenses quanto à inclusão no Programa Caminhos do Campo, do trecho de 30 quilômetros da ES-080 entre Santo Agostinho, em Água doce do Norte e Prata dos Baianos, em Ecoporanga.

O pedido foi feito por todo o grupo e, de acordo com Octaciano, o que pode ser feito, no momento, é o envio de engenheiros ao local para preparar um laudo sobre a estrada, informando se ela é adequada ao Programa Caminhos do Campo ou se terá que ser feita com outros recursos.

Octaciano explica que o asfalto do Caminhos do Campo não é adequado para estradas com muito trânsito de veículos pesados, como carreta de granito. “Nós temos 117 estradas prontas do programa, mas 11 delas já foram destruídas porque o tráfego no local era muito maior e mais pesado do que a capacidade do asfalto, Não queremos cometer erros como esse”, disse ele.

Movimento para buscar ligação asfáltica entre Santo Agostinho e a Rodovia do Boi, em Minas

A criação de um movimento interestadual e suprapartidário para reivindicar a pavimentação dos cerca de 40 quilômetros que faltam para ligar Água Doce do Norte (ES) e Minas Gerais, via Santo Agostinho e Prata dos Baianos, foi sugerido hoje, dia 14/12/2015, pelo secretário estadual de Agricultura do Espírito Santo, Octaciano Neto.

Ele esteve reunido com lideranças de Água Doce do Norte, capitaneadas pelo ex-prefeito Abraão Lincoln Elizeu, para reivindicar a retomada das obras de pavimentação entre Santo Gostinho e Santa Luzia do Azul, obra essa que só será retomada em fevereiro do ano que vem.

O ex-prefeito Abraão disse que as lideranças municipais querem que Água Doce do Norte deixe de ser “ponta de Estado” e passe a ser local de tráfego de pessoas de outros municípios. Para isso, ele entende que a ligação entre Santo Agostinho, em Água Doce do Norte e Ataléia, em Minas Gerais, é de fundamental importância.

Ele foi aconselhado pelo secretário a buscar apoio de lideranças políticas, como o deputado estadual Enivaldo dos Anjos (PSD). “O Enivaldo poderia fazer contato com deputados mineiros e, juntos, alavancar esse movimento, para que a estrada seja feita em conjunto pelos dois Estados”, sugeriu.

94 101 102 103