Prefeito de Água Doce do Norte decreta Estado de Calamidade em Saúde Pública

366

O prefeito de Água Doce do Norte, Abraão Lincon (PSD), decretou Estado de Calamidade em Saúde Púbica e toque de recolher com lockdown, além de fiscalização contra comerciantes que insistirem em manter suas portas abertas a partir desta quarta-feira, 24 de março de 2021.

O funcionamento do comércio ficará completamente proibido, de acordo com o decreto Nº 133/2021, divulgado na noite desta terça-feira, 23, pela Prefeitura Água Doce do Norte. 

O documento permite o funcionamento de farmácias e supermercados, desde que o atendimento seja realizado pelo sistema de Delivery (entrega) e não será permitido sob hipótese nenhuma, que clientes sejam atendidos internamente, nem tampouco, o funcionamento com abertura parcial das portas.

Os ônibus também estarão proibidos de transitar no município, tanto para o transporte municipal, quanto para os intermunicipais, ou seja, não haverá ônibus de Água Doce do Norte para Barra de São Francisco, e nem mesmo no percurso contrário.

A limitação de dia de atendimento ao público presencial não se aplica para assistência à saúde, incluindo serviços médicos e hospitalares; serviços públicos considerados essenciais, de acordo com manifestação do prefeito Abraão Lincon; assistência social e atendimento à população em situação de vulnerabilidade; serviços funerários.

Postos de Combustíveis só poderão abastecer veículos da Polícia Militar e da Secretaria Municipal de Saúde, estando completamente proibido qualquer outro tipo de atendimento a outros clientes.

Lanchonetes e padarias também deverão manter suas portas fechadas, e estes não poderão funcionar nem mesmo através de Delivery. 

Veja a íntegra do decreto no final do texto

A medida assinada pelo prefeito Abraão Lincon, tem como objetivo diminuir a propagação da Covid-19 no município, principalmente por conta da situação do Hospital Estadual Dr. Alceu Melgaço Filho (Hedamf), em Barra de São Francisco, que atualmente se encontra superlotado com dezenas de pessoas aguardando vaga em UTI.

O toque de recolher estabelecido pelo prefeito, acontecerá a partir das 20h, com duração até as 6h do dia seguinte, e contará com a fiscalização de diversas autoridades municipais e estaduais. 

As medidas passam a vigorar a partir desta quarta-feira, 24 e continuarão em fase experimental até as 6h da próxima segunda-feira, 29.