Radialista faz matéria sobre invasão: Pequenos agricultores invadem prefeitura para reivindicar seus direitos

534

IMG-20150915-WA0015A população de Barra de São Francisco/ES começa a dar sinais de que não suporta mais os desmandos da atual administração, que em pouco menos de três anos transformou a cidade num caos, com lixo para todo lado, mosquitos invadindo as residências, obras inacabadas, além de administrar com base em mentiras e criar um clima de terror e perseguição aos que lhes são contrários.

Na manhã desta terça-feira, 15/09/2015, mais de cem pessoas ligadas ao Movimento dos Pequenos Agricultores e da Federação das Associações de Agricultores de Barra de São Francisco, invadiram a prefeitura para tentar falar com o prefeito, que dificilmente é visto na cidade.

Eles informaram que estavam ali para reivindicar seus direitos, dentre os quais o recebimento de volta de todo dinheiro que pagaram para que as estradas fossem patroladas, serviço que caberia ao Município realizar,

Os manifestantes reclamaram também da paralisação do transporte escolar há mais de dois meses, o que está prejudicando sensivelmente os estudantes que moram no interior do Município. Outra reivindicação do movimento é que todo maquinário do PAC destinado pelo governo federal ao Município seja colocado para atender os pequenos produtores.

Entretanto, a principal reivindicação é de que o prefeito cumpra o PAA (Programa de Aquisição de Alimentos) criado em 2012. Esse modelo permite que municípios, estados e órgãos federais comprem – com recursos financeiros próprios – produtos da agricultura familiar de forma simplificada e segura, por meio de chamadas públicas, com dispensa de licitação.

A principal vantagem para os órgãos é adquirir produtos de qualidade, com bons preços, de forma transparente e rápida. A modalidade também é vantajosa para o agricultor familiar e o consumidor.

Com o modelo, o agricultor familiar se vê obrigado a planejar, qualificar e organizar sua produção para atender às exigências desse mercado. Já o consumidor recebe uma alimentação saudável, mais rica e adequada às suas necessidades.

O problema, segundo os manifestantes, é que o prefeito francisquense não colocou em prática esse importante programa, o que trouxe muito prejuízo para os agricultores familiares, que investiram e tiveram sua produção perdida, porque o Município não adquiriu nem o mínimo da produção que é exigido pelo programa.

Por: Elvécio Andrade