Protesto de familiares de policiais impede saída de viaturas dos batalhões da PM

985

Esposas, namoradas, mães e filhas de policiais militares protestam desde as 6 horas deste sábado na frente de diversos batalhões da Polícia Militar do Estado. Elas bloqueiam a saída de viaturas e policiais.

As mulheres reivindicam reajuste salarial, o pagamento de auxílio alimentação, periculosidade, insalubridade e adicional noturno. Elas denunciam também a frota sucateada e a falta de perspectiva de carreira. Elas protestam pelos seus familiares visto que os policiais militares são proibidos pelo Código Penal Militar de protestar, fazer greve ou paralisação. A pena para o PM que tomar parte em atos desse tipo pode chegar a dois anos de prisão.

Os manifestantes informaram que não há previsão de quando o protesto vai acabar. As famílias aguardam uma sinalização do Governo do Estado sobre melhorias para a categoria.