Promotor que o fim do rotativo em Barra de São Francisco, mas vereadores pedem a continuidade

902

33O promotor Creumir Guerra enviou ofício ao prefeito de Barra de São Francisco, no final do mês passado, recomendando a imediata suspensão da cobrança de estacionamento rotativo na cidade. O promotor salienta que a cobrança e a exploração do rotativo na cidade é ilegal, uma vez que o trânsito não é municipalizado.

Guerra aponta o fato de que a prefeitura não assume as responsabilidades inerentes ao cuidado com o trânsito na cidade, como a pintura e conservação de faixas de pedestres, entre outros serviços que teriam que ser feitos por agentes municipais de trânsito, ou seja, o prefeito Luciano Pereirinha usa o rotativo apenas para arrecadar dinheiro para os cofres públicos, mas não o aplica na gestão do trânsito.

Mesmo sabendo que o rotativo é irregular, ontem, dia 07/10/2015, os vereadores Admilson Brum, Jessui da Cesan e Lula Coser, além de representantes da CDL/Barra de São Francisco, estiveram visitando o promotor para reivindicar que ele retire a recomendação de extinção do rotativo.

Eles alegam que o fim da cobrança irá tirar o emprego de dezenas de jovens. No entanto, uma pessoa entendida no assunto disse que até a contratação destes jovens deveria ser alvo de investigação do Ministério Público, uma vez que eles não teriam registro em carteira, o que os impede de receber vários benefícios.

Algumas pessoas ouvidas pela nossa equipe de reportagem disseram que o promotor está correto em sua decisão. Um motorista chegou a dizer que a cobrança é ilegal e que tomou conhecimento de que a prefeitura ainda repassa R$ 5 mil reais por mês a associação do rotativo.

Por: Weber Andrade