Professor Vanderlei é agredido no trabalho e entra em luta corporal para se defender de funcionário em Mantena

1270
Vanderley foi agradido no pescoço
Vanderley foi agradido no pescoço

O Secretário Municipal de Agricultura de Mantena, Professor Vanderlei, estava desempenhando suas funções quando foi agredido pelo servidor municipal Welington Valente que além de ataca-lo ameaçava gravar a conversa que estava tendo com o secretário. Professor Vanderlei disse que em nenhum momento atacou o funcionário e que somente defendeu das agressões.

O desacato, é um crime previsto pelo Código Penal Brasileiro em seu art. 331 que consiste em desacatar, ou seja, faltar com falta de respeito para com um funcionário público no exercício da função ou em razão dela. Isto é, incorre nesse crime aquele que ofende o agente público em serviço, bem como aquele que ofende alguém em razão de função pública que este exerce.

A pena prevista é de detenção, de 6 meses a 2 anos “O que aconteceu e que vem acontecendo é um fator político, na verdade  o que aconteceu na manhã desta quarta feira, (18/05/2015), extrapolou os limites da coerência e do bom senso do  que já vinha acontecendo, eu penso que ele preparou tudo isso antecipadamente, pois, onde eu estava e que ele se encontrava presente ele ficava me encarando e sempre chegava para perto de mim.”.

“Quando fui ao almoxarifado nesta quarta feira para desempenhar a minha função como secretário me deparei com ele bastante nervoso, estava me  xingando e me filmando, quando chegou perto de mim eu perguntei o que estava acontecendo que ele estava nervoso, ele respondeu que era isso mesmo e partiu pra cima de mim que me defendi da maneira como eu pude, ou seja, sem qualquer intenção de ataca-lo, ao contrário  só de me defender, tanto é que quando ele caiu eu não fui em cima e me afastei, não tinha interesse de brigar ou mesmo criar problema com ele, sou amigo da família, conforme vocês pode ver o depoimento do irmão Washington Valente, a quem eu agradeço e que esclareceu os fatos e as dificuldades do irmão”, disse  Vanderlei Professor.

O Secretário Municipal de Agricultura  disse que vai procurar a Polícia Civil para fazer o Boletim de Ocorrências já que foi atacado quando estava no desempenho de suas funções e de maneira alguma pode admitir tal fato “É inconcebível a gente ser atacado trabalhando, no exercício das funções, eu apenas me defendi, mas, se não tomarmos as providências amanhã outro funcionário pode também nos atacar”.

“Eu fui agredido com tanta força que a corda que prende o meu óculos marcou o meu pescoço e o meu óculos foi quebrado. Quero aproveitar e deixar que a jornalista foi infeliz ao comparar o que aconteceu com um crime de morte que houve  no governo de Cláudio Batista, o que ela  fez foi tentar fazer fluir uma politica negativa no governo de Dr. Wanderson Coelho e isso não aconteceu, nosso governo tem sim sido agredido e muito pelos adversários  e o que temos feito é nos defender o tempo inteiro ”, finalizou.

O irmão do agressor, Washington Valente, diante da situação comentou sobre o fato mostrando a realidade mostrando sua opinião: “Bem…vamos lá, darei minha humilde opinião em relação a este assunto: Não é de hoje que esse cidadão e sua esposa veem causando problemas para população mantenense e seus familiares.

Sou irmão desse indivíduo e já presenciei vários casos de agressão dele para com as pessoas, inclusive, houve uma situação da qual fiquei horrorizado: onde ele (Sr Welington Valente, acompanhado de sua esposa) esperou que eu, meu irmão e meu pai não estávamos em casa e foi até a casa dos pais dele e agrediu a própria mãe, que na ocasião foi socorrida por vizinhos e auxiliada pela PM. Infelizmente na época, por conhecer o temperamento explosivo do seu filho (que fazia acompanhamento psicológico em Governador Valadares), preferiu não oficializar o BO, por medo do seu filho ser preso (mãe é mãe, né?!) e acabar sofrendo represálias dos outros detentos na cadeia.

Houveram outras vezes onde esse indivíduo agrediu uma senhora na secretaria de saúde, outras em que agrediu a própria esposa, a sogra e inclusive fez ameaças ao próprio pai, chamando-o para as “vias de fato”, onde eu tive que intervir a afasta-lo.

Vejo que o Sr Vanderley, que é amigo da família de longa data e que, inclusive, nos viu crescer, é vítima nessa história, e que apenas reagiu as provocações.

Achei foi pouco! E digo mais: caso você, meu amigo Vanderley, necessite de qualquer apoio em relação a este possível processo que vai receber, conte comigo!

Já estava passando da hora de alguém perder a paciência com esse indivíduo!”, finalizando.

54678 56745