Presidente da Câmara de Nova Venécia é a favor de reajuste para servidores

443
Vereador Ronaldo Barreira
Vereador Ronaldo Barreira

O presidente da Câmara de Vereadores de Nova Venécia, Ronaldo Mendes Barreiros, mais conhecido como Ronaldo Barreira (SD), procurou a reportagem do jornal O Impacto, para refutar a informação de que ele e outros cinco vereadores votaram contra o projeto de reajuste de salários dos servidores, apresentado pelos vereadores independentes – Daulim Bonomo, Gleyciária Bergamim, José Cabeção, Flamínio Grillo e José Antônio Salvador.

O projeto de lei determinava a aplicação de uma revisão geral nos salários do funcionalismo municipal correspondente a 31,85% no início do ano passado. De acordo com Ronaldo, ele não é contra o reajuste salarial dos servidores municipais, mas votou contra o projeto dos vereadores independentes por entender que o mesmo era inconstitucional.

“O projeto cria despesas para o município sem indicar a fonte dos recursos. Além disso, aumento de despesas é matéria de competência exclusiva do Executivo, cabendo aos vereadores, aprovar ou rejeitar”, ensina. Votaram contra o projeto de aumento os vereadores Paschoal Venturim, Ronaldo Barreiro, Moacyr Célia, Juarez Oliosi, Evaristo Miguel, Marlene Gonçalves e José Luiz do Cricaré. O presidente da Câmara, Luciano Márcio, se absteve da votação.

A revisão salarial rejeitada pela maioria dos vereadores se aplicaria ao salário de todos os servidores públicos municipais, em índice igual para todas as categorias e correspondente à inflação de março de 2010 a fevereiro de 2014, exatamente os quatro anos que os servidores de Nova Venécia amargam sem qualquer acréscimo salarial. Por: Weber Andrade