Prefeitura francisquense pode não estar cumprindo ordem judicial e lixo não é recolhido do hospital

457

777A mais de 20 dias que a administração de Pereirinha não determina o recolhimento do lixo do hospital de Barra de São Francisco e pelo visto sem perspectiva de recolhimento. O mau cheiro tem sido insuportável, além da presença de moscas, baratas e urubus rondando a área.

Acredita-se que esta decisão de não recolher o lixo hospitalar diariamente é “pirraça” do prefeito. A limpeza do município tem deixado o prefeito em maus lençóis, desacreditado e levando pancada de todos os lados por parte de vários seguimentos da sociedade.

Mais uma vez os funcionários do Hospital Dra. Rita de Cássia estão colocando a boca no trombone, pois o lixo hospitalar está acumulado no local, por falta de recolhimento.

O Ministério Público Estadual (MP-ES) recentemente havia tomado medidas no sentido de investigar o caso para tomar as medidas legais. Vale lembrar que a justiça havia tomado providências contra a prefeitura pelo motivo do não recolhimento do lixo no hospital, chegando ao ponto de aplicar multa em caso de descumprimento judicial.

A prefeitura está descumprindo a ordem judicial, pelo menos é o que pode estar acontecendo, pois o lixo não está sendo recolhido como deveria. Segundo funcionários do hospital, o material é de alto risco de contaminação. As sacolas com seringas agulhas e material de pequenas cirurgias estão no pátio, ao lado do pronto socorro. Para as pessoas que procuram o hospital a situação é inaceitável.

O diretor do hospital já encaminhou oficio ao juiz no fórum local informando sobre o não recolhimento do lixo por parte da prefeitura. O ofício foi entregue no dia 26 de janeiro de 2015, mas até o momento continua tudo do mesmo jeito.

778