Prefeito eleito de Barra de São Francisco da prazo até está terça-feira (08), para Luciano Pereira estabelecer equipe de transição

1273

14721442_1239327369460943_6166170393562604522_nO prefeito eleito de Barra de São Francisco, Alencar Marim (PT), afirmou em entrevista, que deverá acionar o Ministério Público e outros canais da justiça, caso o prefeito atual, Luciano Pereira (DEM) não nomeie os seus representantes na Comissão de Transição, que é estabelecida por Lei, neste início de semana.

“Nós protocolamos um ofício indicando os nomes que escolhemos para a equipe de transição e solicitando que o atual prefeito indique quem serão as pessoas de preferência dele e publique um decreto oficializando isso. Nós protocolamos esse ofício há duas semanas e o atual prefeito, até o momento, não respondeu” lamentou Marim, em entrevista concedida no último final de semana.

“Na mídia, publicamente, ele diz que está tudo tranquilo, que a prefeitura está aberta, mas na prática ainda não está aberta. Nós estamos aguardando que isso venha a acontecer e depende agora da administração. Se não for feito pelo diálogo, e nós estabelecemos como prazo esse início de semana para que isso aconteça, nós teremos que acionar outros meios, formalizar essa comunicação ao Tribunal de Contas, ao Ministério Público, para que isso ocorra. Acho que isso é importante para o município”, sentenciou.

Marim já nomeou os cinco membros da sua equipe de transição. Ela é coordenada pelo Manoel Paulino de Oliveira Neto, o Paulinho da Ótica, e tem ainda como membros os advogados Raony Fonseca Scheffer Pereira, Patric Manhães de Almeida, José Henrique Bolzan Prado, da ONG Sentinela Francisquense e Sônia Maria da Silva.

Procuramos o prefeito Luciano Pereira para se pronunciar sobre o assunto, mas ele não retornou as ligações até o momento da publicação dessa matéria.

Por: Weber Andrade