Prefeito de Ecoporanga tem contas aprovadas por unanimidade pela Câmara de Vereadores

491

Em Sessão Ordinária realizada na noite de segunda-feira, 26 de outubro, a Câmara Municipal de Ecoporanga aprovou por unanimidade as contas da Prefeitura de Ecoporanga, referentes ao exercício de 2018, de responsabilidade do Chefe do Executivo Municipal, Elias Dal’Col (PSD).

Julgar as contas do Chefe do Executivo é umas das atribuições mais importantes dos vereadores municipais, contudo, ela se dá com o auxílio do Tribunal de Contas do Estado do Espírito Santo (TCEES). Como acertadamente aconteceu na noite da última segunda-feira, dia 26 de outubro.

A Comissão de Finanças e Orçamentos da Câmara Municipal, ao verificar que a área técnica do Tribunal de Contas do Estado emitiu parecer favorável pela aprovação com ressalvas, em seguida o Ministério Público de Contas também seguiu proposta da Instrução Técnica Conclusiva. Em 17 de julho de 2020, o Tribunal de Contas aprovou com ressalvas, por unanimidade dos Desembargadores, recomendando que a Câmara Municipal aprovasse as contas do atual prefeito, Elias Dal’Col (PSD).

O vereador Robério Rodrigues Pinheiro (DEM) observou que houve mudança na mentalidade dos vereadores em relação a perseguição política, segundo ele o município de Ecoporanga não pode viver de perseguição política. “Os nossos gestores que disputam uma vaga no Executivo ou no Legislativo têm que ganhar é nas urnas, e não em perseguição política.” Observou que as comissões não tenderam para o lado político, mas se atentaram para a questão técnica a qual é dada pelo Tribunal de Contas do Estado.

Para o prefeito Elias Dal’Col (PSD), essa aprovação é um reflexo do compromisso da equipe administrativa, que sempre se manteve firme e comprometida com a responsabilidade fiscal. “Buscamos transparência na gestão e para isso aperfeiçoamos o portal da transparência, onde disponibilizamos informações orçamentárias referentes a receita e aos gastos públicos. A aprovação do exercício de 2018 é mais uma prova desse compromisso”, afirmou Elias.