Prefeito de Barra de São Francisco não repassa contribuição dos servidores ao sindicato e é acusado de apropriação indébita

1000

sindicatoTodo sindicato sobrevive graças à contribuição de seus sindicalizados, mas em Barra de São Francisco mesmo o Sindicato dos Servidores Municipais tendo um considerável numero de filiados, o mesmo não está conseguindo manter suas atividades. Isso porque a Prefeitura, há nove meses não repassa a contribuição dos servidores.

Cada servidor contribui com um percentual de 2% do seu vencimento. O desconto é feito em folha através do setor de pessoal da Prefeitura e deveria ser repassado mensalmente à entidade, pois, o fato de reter o dinheiro que não é seu caracteriza o crime de apropriação indébita.

Não aguentando mais tanto descaso, o presidente do sindicato colocou uma faixa informando da paralisação das atividades sindicais. Com isso não é possível mais prestar diversos atendimentos que eram feitos, como liberação de exames, consultas oftalmológicas, assistência jurídica dentre outros serviços.