Prefeito de Barra de São Francisco anuncia benefícios para comerciante que cumprir decreto da Covid

1024

O comerciante que cumprir as regras restritivas decretadas pelo Governo do Estado para o período de quarentena que, inicialmente, vai até 31 de março, vai ganhar desconto de 14 dias no IPTU, anunciou na tarde desta terça-feira, 23, o prefeito Enivaldo dos Anjos (PSD), de Barra de São Francisco.

 Além disso, haverá a prorrogação do prazo para pagamento de ISS e IPTU, mas para isso cada caso será avaliado por uma comissão, que comprovará se houve o cumprimento ou não das medidas.

“É um incentivo antes da punição. Espero que haja resposta positiva”, disse Enivaldo dos Anjos, que encomendou à Procuradoria do Município um estudo sobre medidas restritivas à circulação de pessoas.

A movimentação do prefeito ocorreu após receber de um médico da equipe do Hospital Dr Alceu Melgaço Filho, extenuado com o grave quadro de Covid19 enfrentado pelo município, uma mensagem pedindo providências, inclusive a decretação de toque de recolher:

“Senhor Prefeito, preciso te passar minha opinião como profissional de saúde: se não tiver um toque de recolher, vai morrer gente na porta do hospital, não é exagero. Estamos com 31 internados e 5 intubados. Se o senhor sair agora na rua, não tem vaga para estacionar, ninguém respeitando o decreto, lojas funcionando de portas fechadas, muito descaso com as vidas, equipe do hospital exausta, médicos chorando porque não têm onde colocar doente“.

O governador Renato Casagrande postou nas redes sociais no final da tarde que o Espírito Santo teve mais 72 mortes por Covid nas últimas 24 horas.

“Grande parte dos hospitais particulares não possuem mais vaga. A rede pública está sob pressão e os profissionais esgotados. A nova variante do Reino Unido é muito mais contagiosa e letal e atinge principalmente os mais jovens. Faça sua parte!”, disse o governador.

No final de semana, a situação em Barra de São Francisco agravou-se ainda mais. A Secretaria de Estado de Saúde habilitou dez leitos de UTI para receber pacientes de Covid no Hospital Dr Alceu Melgaço Filho e o próprio secretário municipal da pasta, Gustavo Lacerda, que é filho de médico e já foi diretor do hospital, foi ajudar com sua equipe na instalação. Isso, porém, está sendo insuficiente.

Na noite de domingo, o médico Leonardo Dornelas gravou um áudio de três minutos relatando a situação dramática no hospital, o que levou o prefeito a enviar uma mensagem por lista de transmissão à população: ““Os pacientes não param de chegar , todos com no mínimo 70% de comprometimento do pulmão. Está desesperador, pacientes clamando por ar, e pegando os profissionais pelo braço pedindo socorro. Estamos com muitas dificuldades para ajudar as pessoas, não existem vagas no Estado”.

No áudio, o médico, obstetra, dizia: “Só eu intubei três pacientes, desci para ajudar um colega que estava sozinho no plantão. Agora, temos a pior situação de todas. Hoje foram abertas as duas últimas caixas de Imidazolan, medicamento essencial para manter os pacientes confortáveis. Se não chegar mais desse medicamento, pacientes terão que ser extubados e deixados morrer sem conseguir respirar”.

Nesta segunda-feira, 22, o prefeito enviou ao governador Renato Casagrande um ofício apelando pelo envio de mais vacinas para o município visando, principalmente, acelerar a imunização da população mais vulnerável, depois que o próprio secretário estadual Nésio Fernandes anunciou que o município é epicentro da variante SGTF, a chamada cepa inglesa do coronavirus, por ter vindo do Reino Unido. A característica dessa variante é sua ação e letal sobre a população mais jovem.
“A situação é desesperadora no hospital Dr Alceu Melgaço”, resumiu o secretário Gustavo Lacerda numa entrevista ao site Tribuna Norte Leste.

Rondelli

Disposto a impedir qualquer tipo de aglomeração em Barra de São Francisco, o prefeito Enivaldo dos Anjos (PSD0, que já estuda promover um lockdown geral, com toque de recolher, acabou de ordenar à fiscalização municipal que notifique a loja Rondelli de Barra de São Francisco, para que suspenda imediatamente a promoção “Mega Saldão”, anunciada para amanhã, 24, quinta, 25 e sexta, 26. 

“Manda suspender a promoção ou será multada”, ordenou ele, salientando que não vai tolerar aglomerações no município enquanto durar a pandemia, e principalmente, durante o período de quarentena, imposto pelo Governo do Estado para conter o avanço do coronavírus.

Por: Weber Andrade (tribunanorteleste)