Possível fraude em prestação de contas ameaça a merenda dos alunos em Barra de São Francisco

1216
Vereador Zé Valdeci já fez várias denúncias a respeito do assunto
Vereador Zé Valdeci já fez várias denúncias a respeito do assunto

Pais de alunos, professores e os próprios alunos das escolas municipais de Barra de São Francisco, estão reclamando que a merenda escolar está sendo precária e de péssima qualidade. “Nunca vi coisa igual em administrações anteriores de nosso município, mas nesta administração atual a merenda escolar se tornou em um caos total”, disse um pai de aluno.

Segundo informações repassadas por pais de alunos os itens da alimentação escolar foram diminuindo gradativamente e hoje a alimentação é de péssima qualidade nutritiva e em algumas escolas principalmente das áreas rurais já está faltando há alguns dias.

Outro problema enfrentado são as péssimas condições de armazenamento da alimentação, quando tem, nas escolas, pois poucas são as que possuem geladeiras e freezer, fato este cobrado por várias vezes nas reuniões do Conselho Municipal de Alimentação Escolar.

O Conselho que tenta fazer o seu trabalho não encontra nenhum apoio junto à atual Administração, nem mesmo a cópia dos processos de compras e os extratos bancários foram disponibilizados para que o Conselho pudesse analisar a prestação de contas do ano de 2015.

Lembrando que, não sendo prestadas as contas dos recursos recebidos no Governo Federal a verba da merenda estará sendo suspensa.

Outro fato grande quanto à prestação de contas é relativo ao ano de 2014, o Conselho não deliberou sobre as contas, mas, alguém adulterou uma senha do Presidente do Conselho e efetuou a prestação de contas, caracterizando uma enorme fraude.

Esse fato pode ser facilmente comprovado através das atas de reuniões do Conselho quando o fato foi levado ao conhecimento dos Conselheiros.

A situação é tão grave que até água imprópria para o consumo humano é servida aos alunos, conforme relata um dos membros do Conselho em uma reunião realizada no dia 06 de outubro de 2015.

Procurado, o membro do Conselho que não vamos identificar disse que desde então a situação só piora. A verba para a merenda escolar é repassada pelo Governo Federal bastando apenas que os municípios façam a sua aplicação e prestação de contas, mas nem isso o atual prefeito consegue fazer.

Vale lembrar que, o vereador Zé Valdeci (PT), Lula Cozer e Valézio Armani (PSD), já fizeram várias denúncias a respeito da merenda escolar, mas a administração atual não deu a mínima.

O Ministério Público Federal (MPF) atuante como é poderá convocar os membros do Conselho Municipal de Alimentação Escolar para prestar esclarecimentos.

O objetivo principal do programa de alimentação escolar é propiciar uma alimentação nutritiva para os alunos, pois, muitas crianças necessitam contar com essa alimentação, pois em suas casas a alimentação é muito fraca. Sabidamente um aluno bem nutrido consegue melhores níveis de aprendizagem.

Mais reclamações

Pais de alunos do Córrego São Paulo estão revoltados com a falta de transporte escolar, pois tem alunos que estão há dois meses sem frequentar as aulas, tudo isso porque o ônibus que faz a linha está quebrado na garagem da Prefeitura Municipal e a prefeitura em dois meses não conseguiu reparar o defeito do ônibus.

Se alegarem que seria necessário licitar as peças para fazer os reparos, dois meses seriam mais que suficiente. Ao que parece é que a Prefeitura pode estar sem crédito na peça para adquirir peças de pequeno valor.

Daí a indagação: como que a prefeitura queria comprar vinte ônibus novos se não tem condições de fazer reparos nos ônibus que tem?

O próprio chefe do setor de transportes confidenciou a alguns dias que tem alguns ônibus parados, que os reparos são de pequeno valor, mas que não tinha condições no momento de fazer os reparos e colocar os ônibus para rodarem. Enquanto isso, alunos perdem aula e a aprendizagem fica prejudicada.