Perseguição ou não? Admilson Bum é afastado da câmara de Barra de São Francisco

1733
Juvenal decidiu pelo afastamento de Dbrum apos empate
Juvenal decidiu pelo afastamento de Dbrum apos empate em  plenário

Depois da divulgação de matérias da “farra das diárias” por alguns vereadores de Barra de São Francisco, a notícia mais quente e polêmica do momento é sobre o afastamos do vereador (tampão) Admilson Brum (PP) por 15 dias. A decisão pelo afastamento de Dbrum ocorreu na sessão desta segunda feira,08/06/2015, mas em votação deu empate e o presidente deu o voto de desempate em desfavor de Dbrum.

O afastamento de Dbrum se deu por quebra de decoro parlamentar, pois de acordo com as informações o vereador Admilson Brum chamou os vereadores de corruptos. O presidente do legislativo, Juvenal Calixto determinou a criação de uma Comissão Especial de Inquérito que resultou nesse afastamento.

Votou a favor ao afastamento de Dbum, Zé Valdeci, Valezio Armani, Lula Cozer, Paulinho do Hospital e Antônio Moraes. Votou contra o afastamento de Dbum Mulinha, Aloisio Alves, Tiãozinho da Colina, Camatinha e Jessui da Cesan. Os vereadores Dbrum e Carlim da Dengue não puderam votar, pois Carlim da Dengue foi o autor da denúncia e Dbrum foi o denunciado.

A situação é complicada na câmara municipal, pois o vereador (tampão), Admilson Brum tem feito denúncias de várias irregularidades naquela casa de leis, entre elas o abuso de diárias, principalmente na administração anterior, que somou um gasto de cerca de R$ 210 mil reais e agora, nos meses de janeiro a março deste anos já se gastaram horrores e quase todos os vereadores estão na lista das “farras” com diárias.

O vereador Admilson Brum foi positivo em dizer que continuará com as denúncias e o que foi decidido na câmara municipal é uma perseguição política e que irá tomar as providencias cabíveis com as irregularidades ocorridas nesta votação de afasta-lo por 15 dias.

Os vereadores Mulinha, Jessui da Cesan e Tiãozinho da Colina, estão devendo explicações ao povo de Barra de São Francisco sobre os gastos com diárias, estadia e hospedagem na marcha dos prefeitos a Brasília. Cadê a transparência senhores vereadores? Vai continuar escondendo o jogo para o povo?