Pedido de prisão de ex-diretor do Detran Carlos Lopes vai voltar a CPI dos Guinchos

468

60A Procuradoria da Assembleia Legislativa deu parecer concluindo que há, sim, bases jurídicas para o pedido de prisão do ex-diretor do Detran Carlos Lopes (foto), atendendo a solicitação da CPI dos Guinchos, deliberada à unanimidade na sessão da última segunda-feira (21/09/2015). Porém, o pedido somente poderá ser feito à Justiça depois que os deputados-membros se reunirem e deliberarem, especificamente, neste sentido.

No parecer ao presidente da Comissão, deputado Enivaldo dos Anjos (PSD), que foi quem propôs a matéria, os procuradores Eduardo Rocha Lemos e Vinicius Oliveira Gomes Lima, que assessoram a CPI dos Guinchos, informam que na ata da última sessão não consta pedido de prisão de Carlos Lopes, mas solicitação de estudo de possibilidade de ser feito esse pedido à Justiça.

O deputado Enivaldo dos Anjos (PSD) informou que o parecer será lido na próxima segunda-feira (28), na sessão ordinária da Comissão, e será colocado em votação o pedido formal à Justiça de prisão preventiva de Lopes porque a Comissão entende que ele mentiu em seu depoimento à CPI no dia 14 de setembro sobre o processo de locação de um pátio de estacionamento de veículos pelo Detran no município de Serra.