Pátio da Matriz de São Francisco de Assis ganha novo visual durante a pandemia em Barra de São Francisco

194

Se, por um lado, as missas e outras atividades religiosas presenciais estão paralisadas desde março na Paróquia de São Francisco de Assis, por outro, a Matriz vai ganhando uma nova estética em sua área livre.

O trabalho de requalificação do pátio da igreja, iniciado nesse período, avança rapidamente e, provavelmente, na semana que vem, as intervenções estarão concluídas, dando um novo visual ao pátio e mais conforto aos fiéis.

As intervenções, coordenadas pelo pároco, padre Belmiro Ohnezorge, e pelo vigário geral, padre Edson Delfino, estão sendo conduzidas pelo jovem bacharel em Ciências Contábeis, Guilherme Fernandes, 29 anos, (foto acima) que assumiu a coordenação da comunidade Matriz em 2019, e que vem tocando as obras de requalificação.

 “Assumimos a coordenação (Eu e o Júnior Cesar) da Matriz em julho de 2019 já em preparação para a festa do Padroeiro que ocorre em outubro e já é tradição em nossa cidade, festa grande em que são 5 dias de festejos com com missa celebrada pelo bispo da Diocese de São Mateus, Dom Paulo Dal’bo e show com bandas que são atração nacionais”, relata Fernandes.

“A Igreja Católica como um todo tem várias atividades durante as semanas e a Matriz por ser o centro, tinha atividades todos os dias, isso antes da pandemia. Muitas vezes, por termos atividades todos os dias, acabávamos por não prestar atenção em coisas básicas, que dariam outra cara e poderiam embelezar ainda mais a Matriz”, destaca.

“Com muito trabalho, conseguimos doações de amigos, parceiros e membros da comunidade para fazermos algumas coisas que visam deixar o ambiente ainda mais bonito do que já é. Não podemos deixar de agradecer todos os nossos amigos católicos, mas quero fazer um agradecimento especial ao jovem Júnior Cesar Eugênio, que nos acompanha na coordenação”, comenta Guilherme.

Iluminação especial

Desde o ano passado, a Matriz de São Francisco de Assis também está recebendo uma iluminação especial, com luzes que variam de acordo com as campanhas litúrgicas e outras de conscientização.

“Tivemos a ideia de inaugurar na festa do padroeiro uma iluminação especial para a Matriz, que segue a cor litúrgica da Igreja Católica, representando cada tempo estudado na igreja. Também serve para meses específicos como o Setembro Amarelo, quando podemos deixar a igreja amarela, o outubro quando a iluminamos de rosa, para ajudar nas campanhas de nosso país. Tivemos essa ideia, pois a Matriz é um cartão postal de nossa cidade e poderia acrescentar muito com essa iluminação. Em dezembro inauguramos a iluminação de Natal da Matriz, em que toda a igreja foi rodeada por iluminação própria para o Natal”, explica Guilherme.

Por: Weber Andrade (ocontestado)