Operação detém mais de 50 pessoas e apreende até dinheiro boliviano no Norte do Estado

566

700Uma operação integrada das polícias Civil e Militar, que durou mais de 30 horas, nos 38 municípios do Norte e Noroeste do Estado, cumpriu 80 mandados de prisão e de busca e apreensão. Ao todo, 58 pessoas foram detidas, entre elas, nove adolescentes. Durante a operação, foram apreendidas 16 armas de fogo, além de 401 munições intactas de calibres diversos.

Também foram apreendidos três pés de maconha plantados, mais de R$ 8 mil em dinheiro, 1.650 pesos bolivianos e uma pequena quantidade de maconha e crack. Segundo a Polícia Militar, a ação começou às 5 horas de segunda-feira 26 e foi encerrada na tarde desta terça. Além de cumprir os mandados judiciais, o objetivo foi diminuir os índices de criminalidade e coibir o tráfico de drogas e homicídios.

No trânsito, 99 veículos foram abordados, sendo três apreendidos. Dois pássaros silvestres e objetos como celulares, notebooks, balanças de precisão, relógios, toucas tipo ninja e triturador de maconha, entre outros, também foram recolhidos.

Todos os envolvidos foram encaminhados com os materiais apreendidos às delegacias dos respectivos municípios, onde foram lavrados os autos de prisão. A operação contou com a participação de 275 militares, 85 policiais civis e o emprego de mais de 100 viaturas.

As ações foram nos municípios de Nova Venécia, São Gabriel Da Palha, Pinheiros, Montanha, Boa Esperença, Vila Valério, Vila Pavão, Ponto Belo, Mucurici, Aracruz, Fundão, João Neiva, Ibiraçu, Colatina, Baixo Guandu, Pancas, Marilândia, Governador Lindenberg, São Domingo do Norte, Alto Rio Novo, Barra de São Franscico, Ecoporanga, Mantenópolis, Água Doce do Norte, Águia Branca, Linhares, Sooretama, Rio Bananal, São Mateus, Conceição da Barra, Jaguaré, Pedro Canário, Santa Maria de Jetibá, Santa Teresa, Itaguaçu, Santa Leopoldina, São Roque do Canaã e Itarana.

A “Operação Integrada” faz parte do plano de policiamento do CPON e acontece uma vez por mês com o objetivo de reduzir os índices de criminalidade e aumentar a sensação de segurança nos municípios do Norte e Noroeste do Estado.