O Comandante do Batalhão de Nova Venécia tomou café da manhã com militares e oficiais da Unidade

720

nova veneciaNa manhã desta sexta-feira (12), o Comandante do 2º BPM, Tenente Coronel Sebastião Aleixo Santos Batista, preparou um café da manhã para os Militares da Patrulha Rural. O evento contou com a participação dos Oficias da Corporação e ocorreu no rancho da Unidade em Nova Venécia.

Durante a sua fala o Comandante agradeceu o empenho dos Militares Estaduais empregados nessa modalidade de policiamento, enaltecendo o compromisso, a dedicação, e sobre tudo a transmissão da sensação de segurança a mais de 5 mil famílias que residem na zona rural dos 09 nove municípios que compõe a área da Unidade.

Destacou e transmitiu ainda, os elogios recebidos dos agricultores, sindicatos e outras instituições, pela qualidade no serviço prestado por esses valorosos policiais, num momento tão importante como este, que acontece a colheita de café, quando convergem a região, vários trabalhadores oriundos do sul do estado da Bahia e Minas Gerais, consequentemente necessitando de uma maior atuação preventiva, objetivando evitar a ocorrência de crimes diversos, tais como: roubos, furtos, tráfico de drogas, homicídios e outros.

“Muitas ações policiais não são divulgadas na mídia, por isso é importante valorizar os policiais que trabalham com excelência, para que eles saibam que estamos cientes do que está acontecendo e valorizamos o esforço deles”, falou o Coronel Aleixo.

Na oportunidade o Comandante enalteceu a prisão ocorrida hoje de uma quadrilha especializada em roubo de café neste Município, que esta sendo autuada no DPJ de Nova Venécia, a prisão é fruto do trabalho do Serviço de Inteligência juntamente com o grupo do Patrulhamento Rural do 2º BPM. Acrescentou também o Comandante, que cada modalidade de policiamento é uma engrenagem no plano de policiamento do 2º BPM, e a prisão de hoje é uma prova que esta engrenagem está rodando na mais perfeita harmonia.

POLICIAMENTO RURAL

O programa de policiamento interativo rural (patrulha rural) foi elaborado pelo Comando do 2º BPM, nos nove municípios que compreende área da Unidade, a saber: Nova Venécia, Vila Pavão, Pinheiros, Boa Esperança, São Gabriel da Palha, Vila Valério, Montanha, Ponto Belo e Mucurici.

O programa surgiu como decorrência da efetivação do planejamento estratégico da PMES, em observância as diretrizes estabelecidas pela ONU, a fim de nortear as atividades policiais em Estados de regimes democráticos, buscando assim consolidar o modelo Interativo de Polícia no interior.

Um dos principais objetivos do policiamento é aumentar a visibilidade do serviço de policiamento ostensivo na zona rural, estreitando a relação entre a polícia e as comunidades locais, conhecendo as necessidades e orientando os moradores sobre medidas visando à redução da criminalidade e da violência.

Durante o policiamento, os militares orientam os agricultores na realização do cadastro dos trabalhadores rurais, especialmente os temporários, oriundos dos Estados da Bahia e Minas Gerais. Na oportunidade são distribuídas cartilhas, contendo orientações para a prevenção da criminalidade no campo.

Os dados coletados acerca de suspeitos e ameaças são imediatamente repassados ao Serviço de Inteligência do 2º BPM, que se encarrega de realizar os levantamentos necessários, subsidiando o Comando da Unidade na adoção de medidas visando o emprego sistêmico do policiamento evitando a atuação dos criminosos.

No início de abril deste ano, o policiamento interativo rural passou a contar com importante instrumento de efetivação das suas atividades, porquanto o 2º BPM recebeu do Comando Geral da PMES, uma viatura nova, trata-se de uma camioneta, 4×4, adaptada e equipada, com especificações ideais para o tipo de policiamento desempenhado, considerando as especificidades do terreno.

Outro aspecto importante são as visitas tranquilizadoras realizadas às vítimas de delitos, onde são coletados dados relevantes, objetivando a elucidação do ilícito, bem como tranquilizar as pessoas eventualmente abaladas em razão do crime.