NOTA PÚBLICA – AO JORNAL ELETRÔNICO GAZETA DO NORTE PROMOTORIA DE JUSTIÇA GERAL DE MANTENÓPOLIS

2055
Promotor Izaias se defende da acusação
Promotor Izaias se defende da acusação

O Promotor de Justiça Izaias Antônio de Souza, em respeito ao direito constitucional do cidadão e da sociedade em geral em ter acesso às informações, comunica que o fato noticiado por esse órgão de imprensa, em razão do relato feito em 10/04/2015 pela respeitável cidadã mencionada, se refere a um episódio ocorrido por ocasião da campanha eleitoral relativa às eleições municipais do ano de 2008            e, por solicitação deste Promotor, foi registrado no Boletim de Ocorrência Policial nº 396/2008, lavrado pelo 2º Pelotão da Polícia Militar em Mantenópolis.

Comunica ainda que o referido Boletim de Ocorrência Policial foi remetido por este Promotor à respeitável Administração Superior do Ministério Público do Estado do Espírito Santo através do OFÍCIO PGMT/N°. 322/08 de 20/10/2008 e apreciado pela douta Procuradoria-Geral de Justiça através do Processo nº. 38219/2008.

Mantenópolis, 14 de abril de 2015.

Izaias Antônio de Souza

Promotor de Justiça

Entenda a denúncia feita por Edelicia

Edelecia teve a acuzação rebatida pelo promotor Izaias
Edelecia teve a acuzação rebatida pelo promotor Izaias

No último dia 10/04/2015, ocasião da segunda reunião de Audiência Pública em Mantenópolis realizada no espaço Polo, onde estiveram presentes os deputado estaduais Da Vitoria, jane de Sá, Enivaldo dos Anjos, vereadores, médicos, lideranças politicas e religiosas, entre outros. Antes do encerramento do encontro a moradora Edelicia Ferreira Vicente, fez o uso da palavra que foi, inclusive, transmitida pela emissora local Transason FM.

Edelicia iniciou falando o seguinte: deixa eu só fazer um ressalva para vocês, o Dr. Izaias não é um homem digno de julgar o hospital de Mantenópolis e ninguém, sou uma pessoa que praticamente nem estudo tenho, mas eu vi e assisti dentro do nosso hospital, a minha cunhada foi atropelada pelo Dr. Izaias e ele barrou a policia de fazer a ocorrência dentro do hospital e quem o tirou de la foi o Paulo do Sr Joel.

“Ele, Dr. Izaias foi interrogar minha cunhada dentro do hospital como se ele estivesse no tribunal e ele não é digno disso, porque nos pagamos o salario dele para ele respeitar o direito onde ele trabalha não dentro do hospital como ele fez com minha cunhada desacordada”.

“Ele procurou ela na avenida, trabalhando e fazendo campanha eleitoral com o partido registrado, sendo paga pelo partido, ele atropelou ela, fugiu do local, não prestou socorro, porque que ele é digno hoje de julgar o hospital?”

“Ele não é digno de julgar a população. Isso está entalado em minha garganta e não é de hoje. Se ele quiser me processar não tem importância não, não tem problema, porque nosso país processo é pouco, a corrupção tomou conta, a ladroagem tomou conta e os pobres paga por isso”.

“Eu sou assalariada, eu sou uma pessoa demitida por votar em um deputado, mas se dane o Brasil. Que se danem as leis porque nos somos pobres, mas não somos cachorros, nos trabalhamos dignamente, nos honramos nossos salários mínimos e que ele honre nosso hospital”.

“Honra nossa população e que anda pagando ele, somos nos. Não adiante ele julgar ninguém, ele não é digno, ele atropelou a minha cunhada que da crises, ele tentou interroga-la dentro do hospital o Dr. Reinaldo é prova disso, ela arranhada e ele fugiu do local”.

“Porque hoje ele vem condenando todo mundo, ele não é digno de condenar nem ele. Ele esconde debaixo do “rabo” dele para meter no rabo dos outros. Me desculpa Dr. Izaias, me desculpa, sou uma semianalfabeta, me processe que eu não importo porque aqui no Brasil já está cheio de processados, mas não vejo ninguém devolver o que deve e nem quem rouba”, encerra Edelicia.

A gravação das fala de Edelicia se encontra na emissora Transason-FM. de Mantenópolis.