Negueba, um craque da bola em Barra de São Francisco, entra na política após rodar o mundo

1455
Negueba, um craque na bola entra na política

Um jovem talentoso que até então tem passado despercebido por torcedores em Barra de São Francisco, mas quem o conhece diz claramente que é um excepcional jogador de futebol.

O jovem talentoso é Silvio Henrique da Silva (Negueba), 24 anos, zagueiro pela direita, natural do distrito de Vargem Alegre, interior do município, mas cresceu no bairro Colina, onde reside até os dias atuais.

Negueba Iniciou jogando futebol pelo Esporte do bairro Bambé, que hoje leva o nome de Ponte Alta. O atleta já até disputou várias competições pelos times de São João de Itaperuna e Denzol.

Nestas competições ele foi campeão por duas vezes no campeonato Perna de Pau. De acordo com Negueba, ele teve uma rápida passagem pelo Real Noroeste, mas por outros motivos acabou não ficando no clube.

Mesmo sendo amador ainda, Negueba teve proposta para disputar o campeonato capixaba pelo Pinheiros, Colatina e Estrela do Norte.

O talentoso jogador de Barra de São Francisco, disse ao site gazetadonorte.com, que é um jogador muito requisitado. “Sou o jogador mais requisitado em Barra de São Francisco, para disputar campeonatos pela região de Minas e Espírito Santo” disse Negueba.

Apesar de ser um atleta tímido, humilde, carismática e detentor de grandes amizades, ele disse que time profissional ao qual teve a oportunidade de ir foi o Democrata de Governador Valadares, Minas Gerais, mas por motivos pessoais não acabou não indo.

No passado ao qual tinha 16 anos de idade, Negueba teve proposta de fazer um teste no América Mineiro, mas também não deu para ele ir.

Negueba esteve em Portugal, mais precisamente na equipe do Guarda Desportiva onde iria ficar apenas alguns jogos para se adaptar ao futebol Europeu e apareceu a proposta da equipe do Meda Sport Clube.

A equipe do Guarda Desportiva tinha como presidente o ex-craque Edmilson Pimenta de Colatina que por sinal fez sucesso pelo Porto, Paris Saint Germair e Palmeiras, e com o gerente de futebol e ex-jogador de Salão César Borba.

Pelo projeto montado por eles, Negueba disse que não foi liberado para assinar com o Meda na Terceira Divisão Portuguesa.

“Antes disso fui para a Espanha fazer uma avaliação de uma semana no Alavéz, Clube da Primeira Divisão da Espanha e infelizmente teve uma lesão do segundo dia de avaliação, no que fez o jogador a voltar para a equipe do Guarda e logo depois tendo proposta do Clube Sport Meda.

Negueba tem muita disposição para trabalhar, prova disso é que ele está trabalhando na construção civil, mas tem algumas propostas de voltar a Europa pelo próprio Clube Sport Meda e Uma da Agência de Jogadores na Espanha chamada F5 Sports.

Apesar de estar trabalhando na construção civil em Barra de São Francisco, Negueba resolveu entrar na política, mas não abandonará o futebol que é sua verdadeira paixão.

Ao se filiar a um partido político em Barra de São Francisco, o atleta Negueba, que disputará a uma das 13 cadeiras no legislativo municipal, falou com exclusividade ao gazetadonorte.com.

“Estou entrando na política de minha cidade para poder lutar pela minha Comunidade do bairro Colina, onde cresci e sei das necessidades do nosso bairro”, disse ele.

“Quero lutar pelo esporte que hoje se encontra abandonado, e poder contribuir pelo crescimento de Barra de São Francisco que em minha opinião chegou a hora da renovação, entrando pessoas que vão estar 100% focadas em ajudar no crescimento de nossa cidade”, disse Negueba.

“Um nome que não posso deixar de mencionar, que para mim virou um pai, se chama seu ZÉ, dono do time Esporte do bairro Bambe. Quando mais precisei na vida, quando passava dificuldades aqui no bairro onde moro me ajudou com alimentação, com serviço de ajudante de pedreiro e com conselhos que me tiraram os pensamentos negativos que tinha em mente”, agradeceu Negueba.

“Menino do morro com a família passando dificuldades se não tiver um incentivo vai para o caminho errado e hoje o homem que me tornou um pai de família um cara na cidade conhecido por ser humilde e batalhador, um cara que se hoje tenho respeito tanto como homem e como jogador aqui na cidade devo muito a ele”, disse Negueba.

“Durante a minha infância até meus 16 anos tive oportunidade de ir para o Santos mais pela idade não deu para eu ir, também o América, Corinthians e Flamengo por falta de dinheiro na qual uma mãe guerreira criando três filhos lutava pela família e não tínhamos condições de pagar a nossa ida”, disse Negueba.

“Para mim é muita satisfação hoje estar conversando com você Gava, porque a minha história se for contada do começo ao fim é muito complicada, muitas coisas envolvidas. E cara, agradeço muito a DEUS porque um moleque do morro cresceu passando dificuldades, mãe solteira, saiu daqui e foi parar na Europa, Conquistei respeito lá e te mostro mensagens aqui de clube da terceira divisão em Portugal e dessa agência F5 na Espanha”, disse Negueba.

“Querendo a minha ida para lá mais decidir não voltar mais por minha família estar toda aqui em Barra de São Francisco, uma filha de 4 anos e um menino chegando daqui a dois meses, isso hoje me faz pensar em não voltar mais a ser um jogador de futebol”, disse Negueba.

“Com as cacetadas da vida foi acabando aquele sonho que eu tinha de um dia ser jogador de futebol e levar o nome da minha cidade, que é Barra de São Francisco pelo Brasil ou até pelo Mundo”, encerra Negueba.

Fonte: www.gazetadonorte.com