Na pressão: Ronda Policial e Gazeta do Norte coloca prefeito para trabalhar

606

6Alguns moradores da Rua Elizeu Divino no centro de Barra de São Francisco fizeram questão de entrar em contato com Elvecio Andrade, apresentador do Programa Ronda Policial da emissora, 106,9 e com este site para agradecer pelo apoio dado a eles em relação a situação em que se encontrava a referida rua.

“Foram vários meses de sofrimento onde agente reclamava, pedia apoio por parte da prefeitura e das autoridades e nossos apelos eram ignorados, mas graças aos esforços do locutor Elvecio Andrade e deste site, que em momento algum deixou de atender nossos apelos”, disse uma moradora.

“Foi na pressão desta emissora 106,9 e deste site, pois todas as vezes que o procuramos fomos atendidos e nossa voz foi acolhida, por este motivo quero deixar o meu muito obrigado”, disse outro morador.

O radialista Elvecio Andrade se coloca a disposição da população que se sinta prejudicada e suas reivindicações não sejam atendidas. Este site também está de portas abertas para a população reclamar e reivindicar pelos seus direitos.

Pois bem, o serviço foi executado, mas agora vem a questão dos gastos com a obra. A Rua Alacy Costa, que passou por obras de drenagem, reestruturação e pavimentação foi concluída no último sábado, e agora, após os últimos ajustes, a rua foi liberada para tráfego.

Parte do serviço de reestruturação foi feita por funcionários da prefeitura, já o calçamento foi executado por empresa contratada, sendo que o valor total foi de  R$ 403.949,12 (Quatrocentos e três mil, novecentos e quarenta e nove reais e doze centavos).

Como de praxe nesta administração, a obra gerou dor de cabeça para o prefeito, já que a empresa que começou a obra – de propriedade de amigos do prefeito – não conseguiu concluir a mesma, tendo que outra empresa assumir. Muitos atrasos, reclamações de moradores, mas enfim, uma obra que era esperada por moradores foi concluída, principalmente, pelo período eleitoral que está se aproximando.

Possivelmente a referida obra dará mais dores de cabeça futuramente para o prefeito, pois foi preciso de duas empreiteiras para conseguir executar a obra, mas agora vêm os questionamentos. O valor pago para muitos é exorbitante, e há empreiteiras que chegaram a dizer que a obra no máximo que podia chegar seria em torno de R$ 200 mil reais. Se questiona também o porque funcionários da prefeitura prestando serviço na referida rua sendo que a mesma estava sendo executada por empreiteiras.

Como o prefeito tem a maioria de vereadores na câmara municipal, que, inclusive, faz questão de blinda-lo, certamente não vão quere pedir informações, mas o Ministério Público local certamente solicitará informações a respeito do valor gasto e os motivos que levaram duas empreiteiras a executar o serviço.