Mulher acusada de atear fogo ao corpo do pai por vingança é presa

134

Uma mulher de 41 anos foi presa em Fundão, Região Metropolitana de Vitória, na tarde deste sábado (4), suspeita de matar o próprio pai em Embu-Guaçu, São Paulo, no dia 9 de julho. As investigações apontam que a motivação do crime seria vingança.

Segundo informações da Polícia Militar, a mulher foi detida por militares que realizavam patrulhamento na região de Praia Grande. Ela estava sendo monitorada há alguns dias, mas mudava de endereços dificultando a abordagem.

De acordo com a Polícia Militar, no dia 9 de julho a suspeita buscou o pai, de 65 anos, em uma clínica de reabilitação com o pretexto de levá-lo para passear em uma trilha, local onde ateou fogo ao corpo do idoso, que morreu carbonizado.

As investigações apontam que há alguns anos a mulher relatou para a família que durante a adolescência era abusada sexualmente pelo pai e, por isso, o crime teria sido motivado por vingança.

A suspeita foi encaminhada à Delegacia Regional de Aracruz e, após os procedimentos, levada para o Centro Prisional Feminino de Colatina, onde permanece à disposição da Justiça.

Segundo a Polícia Civil, a possível transferência da detida ficará a cargo de decisão do Poder Judiciário de São Paulo.

G1 ES