Morre Paulo Henrique, ex-jogador do Santos de Barra de São Francisco

2921

O ex-jogador do Santos Futebol Clube de Barra de São Francisco, o Terror do Norte, Paulo Henrique Filho morreu aos 52 anos na madrugada desta segunda feira, 13/02/201. Já na década de 90, Paulo Henrique jogou junto com o Adílio no Santos. Paulo Henrique era um ponta esquerda veloz, dribles fáceis, além de ser uma pessoa educada, e que à época ainda jogava um bolão. Paulo Henrique chegou a vestir a camisa da Seleção Capixaba.

Ele morreu dois dias após ser vítima de um Acidente Vascular Cerebral (AVC). A informação foi confirmada por volta das 21h. Paulo sofreu um AVC isquêmico no fim da tarde deste sábado e logo internado no Hospital Ronaldo Gazolla, em Acari, onde ficou em estado grave por dois dias, mas não teve possibilidade de recuperar-se. A família já liberou a doação de órgãos, que estão sendo preservados.

Já desde a noite de sábado, a equipe médica que atendeu Paulo Henrique reconheceu que seu estado era delicado, mas que exames mais detalhados aconteceriam durante o domingo. Nas primeiras horas da madrugada de domingo, a hashtag #ForçaPH foi utilizada por internautas para expressar solidariedade ao treinador e à família. O Flamengo, através de seu perfil na rede social Twitter, também citou o fato e desejou melhoras ao técnico. Após dois dias de internação, porém, o treinador não resistiu.

Uma vida dedicada ao futebol

Paulo Henriquelho de Paulo Henrique, lateral-esquerdo do Flamengo por 11 anos e capitão do Rubro-Negro, Paulo Henrique Souza de Oliveira Filho nasceu em 19 de agosto de 1964, quando seu pai vivia o auge na Gávea. O filho começou a carreira no próprio Rubro-Negro, mas era destro e atuava como lateral e ponta-direita.

Pelo Fla, jogou entre 1984 e 1985, conquistando a Taça Rio nesta segunda temporada. No Rio, ainda jogou por Olaria e America. Também atuou em Portugal (Sporting e Penafiel), no México (Atlante e Puebla) e na Arábia Saudita (Al-Ahli). De volta ao Brasil, jogou por Inter de Lages (SC), Avaí (SC), Muniz Freire (ES) e Linhares (ES), onde encerrou a carreira profissional, aos 33 anos.

Já como treinador, Paulo teve seu trabalho de mais destaque com a equipe sub-20 do Flamengo. Em 2011, ele conquistou a Copa São Paulo de Futebol Júnior, quando o clube sagrou-se campeão da competição pela segunda vez. No mesmo ano, também ganhou o Torneio Otávio Pinto Guimarães. A partir de 2012, passou a fazer parte da comissão técnica profissional do Rubro-Negro, mas deixou o clube no ano seguinte.

Aí, começaram seus trabalhos em outros times do Rio. Ele comandou o Serra Macaense em 2013, na Copa Belo Horizonte de Futebol Junior. Em equipes profissionais, Paulo Henrique esteve no Macaé, onde chegou em novembro, mas teve passagem curta, ficando apenas até fevereiro de 2014.

Já fora do Rio, treinou o Jacobina (BA) e o Atlético Itapemirim (ES), que foi seu último clube. Ultimamente, jogava no FlaMaster, equipe de ex-jogadores do Flamengo.