Morre jovem que precisava de sangue raro em São Mateus

1718

Chegou ao fim às 2 horas da madrugada desta quinta-feira (19) a luta pela vida da jovem Juliana Santos Barbosa, de 20 anos. Ela morava em Guriri, São Mateus, no Norte do Estado e estava internada desde segunda-feira no Hospital Arnizault Roberto Silvares, em decorrência de uma doença originária da África, provocou a anemia falciforme

O corpo da jovem foi levado para o Instituto Médico Legal em Vitória para a realização de exames mais aprofundados devido à gravidade da doença que provocou sua morte. E ainda o fato da doença ser originária do país africano.

Há informações de que outro caso semelhante já ocorreu em São Mateus, enquanto que a Secretaria de Estado da Saúde informou que um óbito provocado pela anemia falciforme em 2011 matou uma pessoa na Praia da Costa, em Vila Velha.

Desde que o caso de Juliana foi divulgado através das redes sociais inúmeros doadores procuraram o Hemocentro de São Mateus para doar sangue, mas não tinha a substância equivalente à que necessitava a jovem.

Juliana lutou contra a morte até por volta das 2 horas desta madrugada e quando não havia mais sangue circulando pelas veias ela acabou morrendo.

O velório de Juliana será nesta quinta-feira na Capela Mortuária do centro da cidade de São Mateus.

As informações são de Folha Acadêmica