Morador de Barra de São Francisco pede fiscalização do MP e TCE em obra da prefeitura

694

IMG-20160818-WA0018Se alguém pensa que existe pessoas menos esclarecidas e “bobas”, pode tirar o cavalo da chuva. Ao tomar conhecimento do valor da reforma e ampliação de uma unidade de saúde em Barra de São Francisco, muitas pessoas estão dizendo que o gasto pode ser abusivo.

Um morador do bairro onde foi reformada a unidade de saúde, disse que há necessidade de se acionar o Ministério Público e o Tribunal de Contas para apurar possível superfaturamento na obra de reforma da unidade de saúde do Bairro Patrimônio das Moças em Barra de São Francisco, que foi realizada para abrigar um centro de atendimento odontológico.

O valor da obra que ficou em mais de R$ 280 mil reais está causando susto na população, pois com um valor desses possivelmente daria para construir uma casa e não reformar uma estrutura existente.

Na planilha de orçamento discriminado da obra que encontra-se cadastrada no GEOOBRAS no site do Tribunal de Contas há a previsão de que na obra deveria constar postes metálicos externos para jardim com luminária, mas um morador curioso que é fez questão de visitar o local e não constatou a existência dos tais postes.

Pela planilha apresentada deveria haver quinze postes na área externa, pelos postes foi desembolsado o valor de quase R$ 6 mil reais. Como na área externa da obra já percebe-se que foi orçada uma coisa e não instalada é possível que na execução da obra muitos outros itens tenham sido esquecidos ou os mesmos apenas foram orçadas para aumentar o valor total da reforma.