Matéria no Século Diário coloca Enivaldo dos Anjos entre os pré-candidatos a prefeito em Vitória

1160
este é o deputado estadual Enivaldo dos Anjos
Este é o deputado estadual Enivaldo dos Anjos

Uma informação publicada dia desses na imprensa corporativa chamou atenção do mercado político. Falava da possibilidade de o deputado estadual Enivaldo dos Anjos (PSD) aumentar a lista de prováveis candidatos à Prefeitura de Vitória no próximo ano. Embora não pareça, tem sua dose de procedência, como atestam interlocutores nos bastidores.

O que dizem é que este seria um desejo da executiva estadual do partido, que tem no deputado uma liderança forte para a disputa, valendo-se do seu capital eleitoral e do papel que vem desempenhando na Assembleia Legislativa. Mas tal projeto esbarra no diretório de Vitória, que tem no comando o secretário municipal de Meio Ambiente, Max da Mata, aliado de primeira hora do prefeito Luciano Rezende (PPS).

O temor do grupo de Luciano não é à toa. A entrada de Enivaldo complicaria ainda mais a situação do prefeito, que além de sofrer processo de desgaste, enfrentará uma batalha dura pela frente em busca da reeleição. Até agora, só para lembrar, já foram cotados como candidato o presidente do Banco de Desenvolvimento do Estado (Bandes), Luiz Paulo Vellozo Lucas ou o vice-governador César Colnago, pelo PSDB; o deputado federal Lelo Coimbra (PMDB); o vereador de Vitória Serjão Magalhães, de saída do PSB; e o ex-prefeito João Coser (PT). Com mais Enivaldo no bolo, já viu. O cenário para o prefeito é de “sentar e chorar”.

Mudou de mão

Ainda neste mês, em visita ao Estado, o ministro da Cidades, Gilberto Kassab, que preside o PSD nacional, trocou o comando do partido no Estado. Saiu das mãos de Max da Mata e foi entregue ao ex-deputado federal José Carlinhos da Fonseca Júnior, aliado do governador Paulo Hartung (PMDB). O ex-prefeito de Vila Velha Neucimar Fraga ficou com a vice-presidência e tentará retornar ao antigo cargo em 2016.

Projeto

No mesmo dia, o PSD apontou as metas do partido na disputa municipal: emplacar candidatos em Vitória, Vila Velha, Serra e Cariacica, na Grande Vitória, e em Linhares e Colatina, no interior. “Não queremos participação simbólica em eleição nenhuma”, reivindicou Enivaldo na ocasião.

Fonte: seculodiario