Maestro Jenilton Correia escreve a história e se destaca no comando da Banda Marcial de Mantena

676

05A Banda Marcial Municipal de Mantena literalmente deu um show na Avenida José Mol, e fez relembrar a história bonita de um maestro que ficou guardado na memória dos mantenenses, como o ex-soldado e instrutor Maestro Sr. Osvaldo Lino, sem sombra de dúvidas, o maestro Jenilton Correia mostrou ser o herdeiro desse papel tão importante para Mantena e que com o tempo, só não caiu no esquecimento culturalmente porque existem pessoas como ele que teve o seu trabalho reconhecido pela população sendo aplaudido com reverência durante as apresentações da IV Semana Pedagógica de Mantena.

Quem não se lembra do jeito durão do Sr. Osvaldo Lino que impunha aos seus alunos, além do aprendizado, um comando e uma postura nos ensaios e nas apresentações, pois, até neste fator o Maestro Jenilton Correia faz lembrar seu mestre, reconhecemos não ser fácil a função de maestro em uma Banda Marcial.

Poucas funções numa banda marcial são tão desafiadoras e gratificantes quanto a de regente e maestro. Um regente é encarregado de manter o compasso, determinar o ritmo e ser uma figura exemplar para a banda, passar respeito e credibilidade e principalmente deve ser capaz de manter o compasso e dar o ritmo para toda banda.

Um bom conhecimento de teoria musical é incrivelmente útil, já que ele estará conduzindo diferentes seções ao longo de uma única composição, estar apto em ensinar principalmente quando os alunos tiverem dúvidas ou preocupações sobre a partitura ou a cadência.

Um bom maestro e regente é basicamente um metrônomo para a banda. Seu papel é manter a pontualidade de todos durante a apresentação. Em um sentido mais amplo, estará numa posição de liderança. Músicos e alunos vão contar com o Maestro para ajudar a coordenar ensaios e performances.