Locutor Rodrigo Alves quebra o silêncio e fala sobre sua saída de emissora de rádio de Mantena

550
Rodrigo ao lado de Ceará
Rodrigo de camisa azul ao lado de Ceará

Depois de quatro anos   trabalhando pela Rádio Cidade FM de Mantena, inclusive, com muito sucesso fazendo o Programa “Cidade Sertaneja”, o locutor e radialista, Rodrigo Alves, o Rodriguinho,  falou a imprensa sobre o período que trabalhou ao lado do empresário Rogério Faustino e da polêmica que envolveu a sua saída da emissora.

Rodrigo Alves  disse que ficou insatisfeito com que vinha acontecendo durante o programa e as participações políticas do empresário que apenas criticava a administração sem nunca apresentar soluções, o   que estava gerando muitas reclamações de ouvintes e de patrocinadores.

Rodriguinho decidiu sair da emissora, porém, a decisão aconteceu  ao vivo e durante um programa quando o empresário não aceitou as colocações do locutor e disse que o mesmo poderia ir embora que ele mesmo iria continuar com o programa.

“Eu estava insatisfeito com a situação, achei que o ouvinte e também os patrocinadores estavam sendo  desrespeitados, inclusive, o empresário não tinha ética profissional, pois, falava de outros patrocinadores  no horário sendo que quem bancava o programa eram outros patrocinadores conquistados pelo radialista”, disse.

Sobre as criticas que o empresário vem fazendo ao radialista depois que o mesmo deixou a Radio Cidade FM, inclusive, afirmando que o seu filho estava fazendo o programa com mais responsabilidade, o locutor disse “Sempre fiz o meu trabalho com muita ética e profissionalismo, inclusive, fazendo uma carga horária excessiva de 13 horas por dia, trabalhando também em feriados e fazendo a produção das três rádios do empresário, não ganhando nada a mais pelos trabalhos extras, sendo que pela Lei do Estatuto do radialista o locutor  tem carga horaria de cinco horas”.

“Existem outros casos com funcionários que também já saíram que  mostram a falta de compromisso dele com os funcionários, este negócio de “pautar com a verdade” que ele fica falando na rádio não condiz com a verdadeira face do empresário” informou.

Rodrigo Alves procurou a imprensa para solicitar do empresário que  não continue falando o seu nome na rádio através de indiretas, tentando desmoraliza-lo diante da sociedade e dos seus ouvintes, que vivenciou muitas coisas nestes quatro anos e sabe na verdade quem é empresário e nem por isso saiu criticando e ofendendo.

“Ele devia me respeitar, respeitar os quatro anos que o ajudei com o meu trabalho, sério, honesto, compromissado com a rádio e com muita dedicação, como empresário tem de no mínimo ter respeito pelo profissional”, finaliza.