Jovem com bebê na barriga completa 30 dias com morte cerebral em Colatina

1234

500A adolescente Rosiele Onofre Ferreira Pires, 17 nos com morte cerebral e mantida viva com auxílio de equipamentos para salvar o bebê vivo na barriga completa hoje 30 dias na UTI em Colatina, noroeste do Espírito Santo.

A jovem sofreu um aneurisma cerebral com 28 semanas de gestação sendo internada as pressas no Hospital Maternidade São José (HMSA).

“O ideal mesmo é que o parto seja realizado após a 32ª semana de gravidez. Ela respira com ajuda de aparelhos. Recebe nutrição parenteral através de sonda, uma solução equilibrada com vitaminas e minerais”, revelou o médico legista Sebastião Camilo Araújo Filho, ligado ao Hospital São José.

Mesmo sem contato direto com a paciente, o legista avalia que o “caso dela é gravíssimo”. Camilo revela que declarada a morte cerebral não tem recuperação. “A decisão de desligar ou não os aparelhos após o parto só pode ocorrer com a vontade explicita da família. Caso contrário recai em crime de eutanásia”, alertou o legista.

A costureira Eliandra de Jesus Miranda, 38 anos confessa que a família não tem dinheiro para custear o funeral da adolescente caso consinta que os aparelhos sejam desligados assim que nascer a pequena “Vitória’, nome escolhido pelo avó para o bebê de Rosiele.