Incêndio destrói ponto comercial em Linhares, e pode ser criminoso

75

Um incêndio destruiu um ponto comercial onde funcionavam uma sorveteria e uma agência do Banesfácil em Linhares, no Norte do Espírito Santo. De acordo com a polícia, o fogo não foi acidental e teria sido provocado por criminosos.

O ponto comercial, que pertence ao presidente da Câmara de Vereadores de Linhares, Ricardo Bonomo, foi tomado pelas chamas na madrugada desta terça-feira (21). Partes do teto de gesso desabaram e fios ficaram expostos. O fogo também atingiu uma clínica de estética.

O vereador esteve na Delegacia de Linhares para fazer o Boletim de Ocorrência e disse que ficou surpreso e abalado com a notícia.

“Por volta de 1h30 meu cunhado ligou para o meu filho e nós tivemos a triste notícia do incêndio. A gente ficou surpreso. Estamos mais ou menos derrotados. Ontem eu trabalhei bem e chega hoje o comércio está todo queimado”, lamentou Ricardo Bonomo.

O vereador chegou a fazer uma postagem nas redes sociais, afirmando que o incêndio foi criminoso. No entanto, decidiu voltar atrás e aguardar a investigação policial. “Eu confio na Polícia Civil do Espírito Santo e temos que aguardar o retorno deles”, afirmou.

Incêndio criminoso

No entanto, para o delegado Fabrício Lucindo, que cuida do caso, já é certo que o incêndio tenha sido provocado propositalmente.

Testemunhas contaram que criminosos teriam usado um latão para subir e colocar fogo por meio de uma entrada de ar. Uma garrafa com um líquido, que foi encontrada próximo aos estabelecimentos, será analisada para verificar se é um material inflamável.

Dois suspeitos também foram apreendidos e serão ouvidos pela Polícia Civil. O carro deles passará por perícia.

O momento do incêndio foi registrado pelas câmeras de segurança da Prefeitura de Linhares e também auxiliarão nas investigações.

“Com certeza, pelo que foi apurado, foi um incêndio criminoso, que causou bastantes danos e estamos apurando para responsabilizar os autores”, disse o delegado.

Fonte: g1