Imprensa da capital destaca placar da arrecadação de Barra de São Francisco

227

O jornalista Leonel Ximenes, que publica a coluna mais lida da imprensa capixaba, no portal A Gazeta, de Vitória, destaca neste sábado (9) a prestação pública de contas do prefeito Enivaldo dos Anjos, de Barra de São Francisco.

Na sequência, transcrevemos na íntegra o texto, que traz um título bem humorado, que remete os momentos de bravura de Enivaldo em sua recente passagem de seis anos pela Assembleia Legislativa: “Coronel do Noroeste abre as contas de prefeitura no ES”.

No passado, era uma placa grande, afixada em praça pública, atualizada mês a mês, enquanto no gabinete, amarrado com um barbante, ficava à disposição da população um livro com a contabilidade pública para conferência.

Nove meses depois de assumir o novo mandato de prefeito, três décadas depois de ter estado no cargo pela primeira vez (1989-92), Enivaldo dos Anjos (PSD), que era chamado carinhosamente na Assembleia Legislativa, quando deputado, de “Coronel do Noroeste”, cumpre o prometido e começa a publicar todos os detalhes das finanças municipais, discriminando o total arrecadado, com suas respectivas fontes, e também o total de despesas, igualmente detalhando como é gasto o dinheiro do contribuinte.

“Eu prometi que faria a publicação desde o primeiro mês, mas tivemos vários problemas técnicos que impediram isso. Agora, porém, sanados os problemas, podemos honrar o compromisso e começamos a publicar o balancete com o mês de agosto. E, a partir de agora, será feito todo mês. A gente precisa publicar depois de 30 dias para permitir a atualização e conferência de todos os dados”, promete Enivaldo.

Para o prefeito de Barra de São Francisco, prestar contas à população é obrigação do gestor. O detalhamento de cada receita ou despesa constante da planilha chamada “Placar da Arrecadação”, e que antigamente ficava num livro físico na recepção do seu gabinete na prefeitura, agora pode ser conferido numa aba própria do Portal da Transparência da Prefeitura ou na Controladoria Municipal.

Os números divulgados pela administração trazem algumas informações interessantes, como a grande despesa que o município tem com parcelamentos de dívidas, especialmente com o INSS, o Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) e também com o Instituto Municipal de Previdência, o BarraPrev.

De uma arrecadação de R$ 13,089 milhões, o município gasta quase R$ 800 mil com esses parcelamentos e quase R$ 100 mil de contas de energia. A Câmara de Vereadores recebe de duodécimo R$ 427 mil por mês, o equivalente a 3,2% das receitas do município

A prestação de contas, que está sendo feita por meio digital, entretanto, vai ser ampliada. “Vamos colocar a placa na praça pública como antigamente. Uma boa parte da população não tem acesso e habilidade para usar mídias digitais. Quem tem essa habilidade vai poder conferir tudo no Portal da Transparência, mas vamos deixar o livro físico e cópias dos documentos com a chefe de gabinete, junto com uma ata. Quem for lá conferir, assina a ata. Espero que a população participe, fiscalize e investigue se está correto. O dinheiro é do povo da cidade e é a ele que devemos prestar contas”, reconhece Enivaldo.