Hospital São Marcos entra em colapso e o caos está instalado em Nova Venécia. Prefeito pode decretar lockdown

2706

Na tarde desta quarta-feira, 24, o prefeito André Fagundes realizou uma live e uma coletiva de imprensa para atualizar sobre a situação da Covid-19 no município de Nova Venécia. Participaram da entrevista, o secretário Municipal de Saúde, Juliano Bettin Motta, o vice-prefeito, Paulo Roberto Damasceno e o diretor do Hospital São Marcos, Alessandro Aguilera.

De acordo com o prefeito, o município aderiu integralmente ao decreto estadual de quarentena de 14 dias, editado pelo Governo do Estado, na última semana. Mas, mesmo assim, a pandemia avança rapidamente e levou ao colapso do hospital do município. “Uma das coisas que tem assustado é a rapidez de agravamento dos casos, como a doença evolui rapidamente para o óbito”, disse o prefeito.

O diretor do hospital, Alessandro Aguilera, disse que se trata de uma ‘nova doença’ mais contagiosa e de evolução mais rápida. Segundo ele, o São Marcos está com capacidade esgotada. A unidade possui 62 leitos, destes, 25 estão reservados para pacientes com Covid. Nesta quarta-feira, 21 leitos estavam ocupados. Mas, ele disse que, em média, quatro pacientes são intubados diariamente na cidade.

Dos 37 leitos restantes, há vaga apenas para obstetrícia. Ou seja: não tem como internar mais ninguém com outras doenças no município. Para tentar minimizar o problema, a direção do São Marcos tem feito adaptações nas áreas administrativas para liberar espaço para instalação de mais leitos. No entanto, esse arranjo tem um limite e, enquanto isso, a doença se alastra.

Segundo o diretor, como agravante, profissionais têm sido afastados por causa da doença e os que continuam em atividade atingiram a exaustão. Ele citou o exemplo de um médico que atendeu a 200 pacientes em um dia.

Antes dessa situação, a empresa fornecedora de oxigênio para o Hospital São Marcos fazia o abastecimento uma vez por semana, agora, é a cada dois dias, para atender à demanda de doentes de Covid internados na unidade.

De acordo com Aguilera, um medicamento, que antes era comprado a R$ 7,90 (cada ampola), agora está ao preço de R$ 297,00, “e não está sendo encontrado”, disse.

O secretário municipal de Saúde, Juliano Bettin, disse que a UPA está sobrecarregada e que, por isso, foi aberta uma nova unidade para realização de testes. Ele falou, também, da necessidade de profissionais para a Saúde e disse que está sendo elaborado um processo seletivo para preenchimento dessa carência.

Juliano classificou a situação como grave: “Temos que nos preparar e enfrentar, porque eu acho que nem é uma onda, é um maremoto o que está acontecendo”.

Além do esgotamento da capacidade de atendimento, outros 200 casos suspeitos estão sendo investigados. Em, apenas, uma semana, foram realizados 340 testes de Covid.

Diante do quadro crítico, todos os presentes pediram o apoio da população para diminuir a quantidade de pessoas circulando pelas ruas e o prefeito André Fagundes anunciou que vai ampliar as medidas restritivas, por meio de um novo decreto que deve ser editado a qualquer momento, possivelmente, ainda nesta quarta-feira.

André citou os exemplos de Água Doce do Norte e Barra de São Francisco, que impuseram medidas extremas.

Porém, ele, ainda, não falou em lockdown, mas não descartou essa possibilidade: “Nós vamos continuar acompanhando a situação de perto, monitorando em tempo integral e, de acordo com a evolução é que nós vamos adotando as medidas”.

Questionado sobre a fiscalização do cumprimento das medidas restritivas, André disse que vai apelar para a consciência da população. Se a população não colaborar, a polícia pode ser chamada a agir.

O vice-prefeito, Paulo Roberto, explicou que serão tomadas medidas extremas que ninguém gostaria de tomar, porém, são necessárias e podem ser mais rígidas se a população não se conscientizar e colaborar ficando em casa.

COLAPSO

Toda a rede hospitalar da região já está atuando no limite e, em muitas, não há mais leitos de UTI. O momento pede a colaboração de todos.

Fonte: correio9