Henrique Vargas retém verba federal e funcionários do hospital cruzam os braços em São Gabriel da Palha

2466

16O prefeito de São Gabriel da Palha, o médico Henrique Vargas (PRP/ES), com sua falta de gestão e planejamento, há mais de dois meses não faz o repasse de recursos do governo federal, para o Hospital Dr. Fernando Serra, e por este motivo os profissionais que trabalham e atendem no hospital, estão há mais de dois meses sem receber seus salários devidos.

O diretor do Pronto Socorro, Médico Jan Lima, disse que o prefeito se nega a dialogar com a direção do hospital e simplesmente não paga o hospital pelos serviços que foram prestados para a população. A superintendência do hospital informou à imprensa que o último pagamento feito aos médicos foi no dia 25 de maio de 2015, todos estão sem receber e, no próximo dia 20 vence mais um pagamento.

O mês julho dos demais funcionários celetistas ainda não foi depositado e também está em atraso pela falta de repasse de recursos pelo prefeito e médico Henrique Vargas. A saúde no município vive um caos, um estado de destruição e abandono, os munícipes precisam passar a noite aguardando o dia amanhecer para tentar conseguir marcar uma simples consulta na unidade central de saúde.

Henrique Vargas retém verbas do governo federal
Henrique Vargas retém verbas do governo federal

Tem sido constante a falta de vários medicamentos básicos na farmácia básica municipal. O prefeito nesse mês começou a atender nos bairros querendo passar a imagem de bom samaritano, mas o povo comenta na cidade que ele começou a atender somente agora, porque está perto da próxima eleição.

Um cidadão que pediu para não ser identificado com medo de represálias, afirmou para nossa reportagem que fez uma consulta com o prefeito médico e após a consulta ele pediu voto ao mesmo para a próxima eleição, declarando ele é candidato à reeleição.

O prefeito alega que o repasse dos recursos não ocorreram por questões administrativas, o que foi negado pela direção do hospital. Segundo, Gustavo Deriz superintendente do hospital, uma comissão foi criada por decreto para fiscalizar uma vez por mês e acompanhar os trabalhos e a prestação de contas do hospital, há oito meses não visita o hospital.

“O contrato não prevê bloqueio de pagamento, senão de apenas 10%, mas somente com uma recomendação por meio de parecer escrito da comissão que deveria estar fiscalizando e atestando a prestação de contas, mas nunca estiveram no hospital”.

Ao todo, deveriam ser repassados ao hospital, mais de R$ 345 mil, sendo somente R$93.950,00 de recursos próprios do município (RPM), e R$152.850,00 de recursos federais para atendimentos de média e alta complexidade (MAC) e R$100 mil de recursos federais da rede de urgência e emergência (RUE).

Esses repasses que deveriam chegar pontualmente à conta do hospital são dos convênios 01/2014 (RUE) e 10/2014 (MAC e RPM). O que causa revolta nos munícipes que o prefeito-médico repassa muito pouco recurso próprio do município para o hospital, sendo considerado um valor irrisório, e se nega a repassar a grande parte dos recursos que são exclusivos do governo federal que envia para o município repassar ao hospital.

Algumas empresas prestadoras de serviços na área de exames médicos para o munícipio estão há meses sem receber, afirmou um servidor efetivo da secretaria de saúde que pediu para não ser identificado como medo de perseguição.

“Antes dos recursos chegarem para o município, à prefeitura precisa ter um planejamento, caso não tenha, para fazer o repasse no tempo certo. Se a sociedade não se mobilizar e se informar vai virar um caos e vamos ficar sem hospital. Aí, para quem nós vamos recorrer? Disse Amanda Dalapícolla, estudante.

“Esse prefeito está brincando de ser prefeito, está arrumando confusão com o hospital que sempre serviu o povo, ele quer mandar no hospital e fazer coisas erradas, a direção do hospital não aceita isso, ai ele de covardia e picardia cortou o recurso sem justificativa, que nem é da prefeitura e nem dele, e prejudica o povo pobre que precisa do hospital, ele deveria ter coração e ainda sendo médico, mas para descontar suas magoas e raivas, ele prejudica o povo, o hospital Fernando Serra, sempre fez coisa certa, sempre prestou conta de tudo, agora prefeito faz uma covardia dessa, sem palavras”

Texto retirado da rede social facebook de Douglas Silva.

A LEGISLAÇÃO FEDERAL, OBRIGA AO GOVERNO FEDERAL QUE FAÇA O REPASSE DE RECURSOS DO MAC AOS MUNICIPIOS ATRAVÉS DO FUNDO MUNICIPAL DE SAÚDE, CONFORME NOSSA REPORTAGEM CONSTATOU NO SITE WWW.FNS.SAUDE.GOV.BR OS VALORES ESTÃO SENDO RIGOROSAMENTE DEPOSITADOS PELO GOVERNO FEDERAL PARA O MUNICIPÍO FAZER O REPASSE PARA O HOSPITAL.

www.fns.saude.gov.