Fiéis se reúnem em Aracruz para pedir chuva. Racionamento começa neste domingo

8454

31As paróquias São João Batista e Santa Teresinha do Menino de Jesus, em Aracruz, no Norte do Estado, realizaram, neste sábado (4), uma caminhada de cerca de 10 quilômetros para pedir chuva na cidade. Segundo um dos organizadores, a caminhada reuniu cerca de 2 mil pessoas.

A caminhada saiu da Praça São João Batista, por volta das 5h30, em frente à igreja matriz da Paróquia São João Batista, no centro da cidade. De lá, o grupo seguiu em caminhada até a barragem Santa Maria, onde fica o sistema de captação de água do município.

No local, houve uma missa, que terminou por volta das 9h30. Ao final da celebração, o padre José Valdecy Romão pediu para que os fiéis despejassem a água, que levaram de casa, no rio.

“A caminha reuniu muita gente, foi bonita. Espero que após a celebração o céu se abra e caia água para abastecer a represa. As pessoas estavam muito emocionadas, antigamente elas utilizavam o local para pescar, mas, hoje, só há terra”, comenta um dos fiéis, o técnico portuário Fabrício de Paula Morais.

Racionamento irá aumentar em Aracruz

Em Aracruz, houve granizo e vento que causou estragos nos últimos dias, mas a chuva não chegou a cair. Na cidade, abastecida pelo SAAE, o racionamento acontece um dia e outro não, mas agora os dias sem água irão aumentar. A partir deste domingo (5), a medida adotada é a implantação do racionamento três dias sem fornecimento de água e um dia com.

Segundo o secretário de comunicação, Carlos Conti, a captação de água está cada vez mais crítica, devido à escassez de chuvas. Há 203 dias não chove suficiente para o abastecimento da cidade, e os locais onde a água é extraída ficaram quase secos. “Na cidade, cerca de 80 mil pessoas estão sendo prejudicadas pelo racionamento, chegamos em um nível lastimável de escassez”, comenta o secretário.

32 33 34