Ex-vereador entra com representação no MP: de quem é a responsabilidade sobre depredação do CAPS?

413
O ex-vereador Sargento Quenidio
O ex-vereador Sargento Quenidio

O ex-vereador Sargento Quenidio (PSDB), entrou com uma representação no Ministério Público, pedindo a apuração de responsabilidades, sobre a depredação do CAPS (Centro Apoio Psíquico Social), o qual foi invadindo por vândalos na noite de 13 para 14/03/2015 e 13/04/2015, tendo vários moveis e equipamentos destruídos, bem como a parte física do imóvel parcialmente destruídos. Alguns móveis furtados foram recuperados pela polícia.

Sargento Quenidio anexou na Representação, dois Boletins de Ocorrência Policial nº 24111777 e 24421485, lavrados pela Policia Militar nos dias, 14/03 e 13/04/2015 respectivamente.

Na representação Sargento Quenidio pede apuração de responsabilidades em face dos Gestores (Prefeito e Secretários) que tinham a obrigação de zelar e manter a integridade física do imóvel e não fez, não colocando sentinelas no local, facilitou a invasão de criminosos.

O CAPS foi uma obra que foi construído com recursos Estadual e Municipal, através de parceria, onde o Estado liberou recursos para construção e equipamentos, no valor de R$ 1.399,000,00 (hum milhão trezentos e noventa e nove reais), o município entrou com o terreno (imóvel), depois de pronto o Gestor Municipal administraria, ou seja, contratava (Profissionais de Saúde) para concretização do Projeto

O CAPS iria atender pacientes com dependência química e seus familiares e pessoas com distúrbios psicológicos.

O CAPS foi construído, inaugurado, mas não serviu um segundo sequer para a comunidade. Barra de São Francisco continua sem esse serviço. Nosso objetivo não é punir ninguém, mas ver o Centro restaurado e a prestação de serviço que seria entregue a comunidade, sendo realizada de fato.